Você já levou seu filho ao oftalmologista?

Fonte Imagem Corporativa 31/08/2014 às 12h
Os cuidados com a saúde ocular devem iniciar no nascimento da criança e ser reforçado nos primeiros meses de vida com consultas periódicas



Hábitos de vida, preferências esportivas e recreativas podem dar indícios de alguns problemas visuais. Estudos apontam uma relação direta de causa e efeito entre erros refracionais mal corrigidos e preferências por determinadas atividades. Ou seja, pessoas míopes sem correção visual, com dificuldade em enxergar de longe, evitam atividades que exijam boa visão à distância. Já os hipermetropes, preferem atividades que não envolvam leitura.



Contudo, o oftalmologista Rodrigo Machado Cruz, do Visão Institutos Oftalmológico, explica que um diagnóstico de deficiência ocular deve levar em conta outros critérios. “Esses indícios de preferências ajudam o médico avaliar as possibilidades, porém eles não podem ser analisados isoladamente para diagnosticar um problema de visão. Manifestações de personalidades, por exemplo, interferem na preferência por determinadas atividades.”



O especialista ressalta que, para evitar complicações oculares, os cuidados com a visão devem começar antes do nascimento. “Um pré-natal bem feito é essencial para prevenção de infecções oculares congênitas, com consequências danosas para a visão, como as cataratas congênitas”, comenta.



Além disso, Dr. Rodrigo Machado Cruz reforça a importância de realizar consultas e exames periódicos. “O famoso teste do olhinho deve ser feito no dia do nascimento da criança e em todas as consultas pediátricas. Já a partir dos seis meses de vida, os bebês devem ser avaliados por um oftalmologista, para que sejam feitos exames de vista completos.”



O oftalmologista acrescenta que outros testes devem ser realizados com uma frequência anual. “A criança deve passar por uma análise da formação dos olhos, de infecções, erros refracionais, diferença de grau entre os dois olhos, reflexo ocular, entre outros fatores. Essas consultas são preventivas e servem como manutenção à saúde ocular”, conclui o médico.
Imagem Corporativa
Fonte Imagem Corporativa 31/08/2014 ás 12h

Compartilhe

Você já levou seu filho ao oftalmologista?