Violão de vanguarda no concerto da Sinfônica nesta quarta

Fonte Imprensa Unicamp 02/09/2014 às 9h

Violão de vanguarda no concerto da Sinfônica nesta quarta

O violonista Gilson Antunes, um dos mais requisitados da cena instrumental, faz a estreia da obra do mineiro Marcus Siqueira, "Signo Sopro V", no próximo concerto da Orquestra Sinfônica da Unicamp, nesta quarta-feira (3), às 20 horas, em Campinas, no Teatro Castro Mendes. A programação integra o projeto Panorama da Música Brasileira. O repertório traz, ainda, a abertura Concertante de Camargo Guarnieri e a popular Sinfonia nº 5, de Beethoven. Na regência, o famoso timpanista Ricardo Bologna.

Gilson Antunes é um dos violonistas brasileiros em maior atividade no momento, tendo apresentado centenas de recitais na Europa, Ásia, América do Norte e América do Sul, em países como Estados Unidos, Inglaterra, Israel, Portugal, Espanha, Itália, México, Uruguai, Venezuela, Peru, Bolívia, Argentina, Colombia e Paraguai.

Estudou na Guildhall School of Music and Drama, em Londres, Inglaterra. Participou dos principais festivais de música, entre eles, Encuentro Identidades (Havana, Cuba), Radford International Guitar Festival (Virginia, Estados Unidos), GSMD Music Week (Londres-Inglaterra), Guitar Gems Jerusalem Series (Israel), Festival Luys Milan (Valência-Espanha), Caroso Chitarra (Itália), Festival Ramón Noble (México), Festival de Guitarra de Verano (Lima-Peru), Festival ICPNA (Lima-Peru), Seminário Internacional de Guitarra de Cali (Colombia), Festival Guitamixtli de Xalapa (México), Festival Fabini (Atlantida-Uruguai).

Gilson Antunes já gravou quatro CDs solo, todos eles com trabalhos inéditos, além de um CD com o Trio de Violões de São Paulo, tendo participado do projeto Violões do Brasil (CD, DVD e Livro). Mais de 30 compositores de cinco países já lhe dedicaram obras para violão, incluindo peças solo, música de câmara e concerto para violão e orquestra. Desde 2004 é professor de violão do Departamento de Música da Universidade Federal da Paraíba (UFPB).

Marcus Siqueira, compositor
Natural de Caratinga, Minas Gerais, estudo composição com Willy Corrêa de Oliveira no (CMU/ECA/USP), prosseguindo em aulas particulares (1993-2002). Venceu e foi premiado em importantes concursos de composição no Brasil, além de receber as três bolsas de criação musical mais significativas do país (Funarte - 2014 e 2008, Fundação Vitae - 2003 e RioArte 2001). No Brasil, as orquestras OSESP, OSN, OFMG, OSUSP, OSRTC e OSUFRJ, sob a regência de Joana Carneiro (Portugal), estrearam algumas de suas peças para esta formação.

Suas composições têm sido tocadas por importantes intérpretes brasileiros e estrangeiros, em recitais e festivais no Brasil, Turquia, Colômbia, EUA, França, Portugal, Alemanha, Holanda, Espanha, Suíça, Inglaterra e Itália. Possui CDs gravados com obras solo, camerísticas e orquestrais (selo Paulus, Água-Forte, SESC, entre outros).

É professor de educação musical no Colégio Santa Cruz e Colégio Oswald de Andrade e leciona no Curso Superior de Música (Licenciatura) da Faculdade Cantareira.

Sobre sua obra “Signo Sopro V”, afirma: “Trata-se de um conjunto de obras que versa sobre o lírico e o abstrato de forma livre e poética. A ideia nasceu do belíssimo livro de Alfredo Bosi (O Ser e o Tempo da Poesia). Nesta obra, imaginei um diálogo de cores, luzes e sombras onde o violão amplificado vai ao encontro ao mundo moderno, repleto de idiossincrasias, lirismos e asperezas suportáveis: uma busca incessante do real sentido da arte contemporânea no mundo de hoje”.

Ricardo Bologna, regente
Ricardo Bologna é timpanista solista da Orquestra Sinfônica do Estado de São Paulo (OSESP), professor do Departamento de Música da Escola de Comunicação e Artes da Universidade de São Paulo e regente principal da Orquestra Sinfônica da USP.

Dirigiu as Orquestras Sinfônicas do Conservatório de Genebra, de Minas Gerais, São Bernardo do Campo, Jovem do Estado de São Paulo, Coro da Camerata de Curitiba, Orquestra de Câmara de Curitiba, Banda Jovem do Estado de São Paulo, Orquestra de Câmara do Amazonas, Filarmônica de Minas, Camerata Aberta e OSESP. Foi vencedor do II Concurso Eleazar de Carvalho para Jovens Regentes (2002).

Em 2002 fundou o Percorso Ensemble, grupo especializado na execução do repertório dos séculos XX e XXI, que realiza vários concertos pelo

Brasil, com três CDs, Berio, Musica Plural e Ligeti.

Em 1989 funda o Duo Contexto de percussão com o percussionista Eduardo Leandro, premiado no VI Prêmio Eldorado de Música (1991) e no Festival de Música de Câmara de Dusseldorf-Alemanha (1996).

Bacharelado na Unesp, Mestrado na "Haute École de Musique de Genève" e "Artist Diploma" no "Rotterdam Conservatorium". Seus principais professores foram Elizabeth del Grande, John Boudler, William Blank, Yves Brustaux e Robert Van Sice.

]Serviço
Série Panorama da Música Brasileira
Orquestra Sinfônica da Unicamp
Regência: Ricardo Bologna
Solista: Gilson Antunes, violão
Quando: 3 de setembro (quarta-feira)
Horário: 20 horas
Local: Teatro Castro Mendes (Praça Corrêa de Lemos, s/n. Campinas)
Ingressos: R$ 20 e R$ 10 (estudantes e funcionários da Unicamp)

Programa
Camargo Guarnieri - Abertura Concertante
Marcus Siqueira - Signo Sopro V, para violão amplificado e orquestra (2014) - Estreia mundial da obra Signo Sopro V, de Marcus Siqueira, especialmente escrita para a Orquestra Sinfônica da Unicamp e dedicada a Gilson Antunes.
Ludwig van Beethoven - Sinfonia n. 5, Dó menor, op. 67
Imprensa Unicamp
Fonte Imprensa Unicamp 02/09/2014 ás 9h

Compartilhe

Violão de vanguarda no concerto da Sinfônica nesta quarta