Vela brasileira fecha Skandia Sail for Gold com medalha e preparada para Jogos Olímpicos

Fonte ZDL 10/06/2012 às 21h

Completa, Equipe Brasileira de Vela finaliza evento em raia olímpica com uma prata na Star

São Paulo (SP) - A Equipe Brasileira de Vela finalizou sua participação na Skandia Sail for Gold com uma medalha e bons resultados no sábado (9). O País subiu no pódio na raia onde serão realizados os Jogos Olímpicos de 2012 na classe Star com Robert Scheidt e Bruno Prada. A medalha de prata foi conquistada após a medal race em Weymouth. Outros brasileiros disputaram as provas finais na RS:X com Patrícia Freitas (6ª); Ricardo ´Bimba´ Winicki (10º) e na 470 com Martine Grael/Isabel Swan(4ª). Na mesma categoria, a dupla classificada para os Jogos, Fernanda Oliveira/Ana Barbachan fechou o evento em 11º.

As regatas olímpicas estão marcadas para a cidade de Weymouth, na costa sul da Inglaterra. O local é a sede da Academia Nacional de Vela, o principal centro da modalidade no País. A disputa começa no dia 29 de julho e termina apenas no dia 11 de agosto. As medal races para as demais classes serão realizadas entre os dias 5 e 9 de agosto.

Prata para os tricampeões mundiais - O foco de Robert Scheidt e Bruno Prada era testar a raia dos Jogos e chegar preparados para a conquista da medalha de ouro. E foi isso que ocorreu com a dupla, que saiu com o segundo lugar do Skandia Sail for Gold. Com o mesmo número de pontos (23) dos campeões Peter O´Leary/David Burrows (Irlanda), os brasileiros ficaram com a prata pelos critérios de desempate. Na medal race, terminaram em quarto lugar e os irlandeses foram os terceiros.

"Tivemos uma medal race difícil, fomos penalizados logo no começo, depois de uma colisão com os ingleses, mas conseguimos nos recuperar e acabar em quarto. Ganhar dos donos da casa e campeões olímpicos dá moral", comenta Bruno Prada, em referência aos britânicos Iain Percy e Andrew Simpson.

O cronograma da classe Star não atingiu as 10 regatas como previsto. Até a medal race, a comissão realizou apenas seis por causa dos ventos fortes na raia inglesa. "Fizemos todos os ajustes e testamos bem a raia onde serão disputados os Jogos. O resultado era o menos importante", relata o proeiro.

Patrícia faz melhor resultado da carreira - Na RS:X Feminina, Patrícia Freitas conseguiu o melhor resultado na carreira. A sexta colocação coloca a brasileira entre as melhores do mundo. Desde o ano passado, Patrícia disputa as principais competições no exterior e sobe de posição em cada evento. Na última regata (medal race) de Weymouth, fechou em quarto lugar. O desempenho arranca elogios do experiente Ricardo Winicki.

"A Patrícia está de parabéns, vem evoluindo de forma incrível, e está escutando mais os conselhos dos mais experientes. Tem tudo pra lutar por uma medalha no Rio de Janeiro/2016, caso a RS:X volte. Foi o melhor campeonato da vida dela. Pela primeira vez, começou a andar na frente também nos ventos mais fortes", conta Bimba, que terminou o evento em 10º.

As demais classes - Na 470, Fernanda Oliveira e Ana Barbachan não se classificaram para a medal race e terminaram em 11º. As gaúchas estão focadas na Olimpíada. As também brasileiras Martine Grael e Isabel Swan ficaram em quarto em Weymouth, depois do oitavo lugar na medal race.

Na Laser Radial, Adriana Kostiw fechou na 33ª colocação geral. "As condições climáticas estavam extremas, foram sete dias de muito frio, muita onda e muito vento, mas pude aproveitar a presença do técnico Geison Mendes e volto para o Brasil com a sensação de ter feito o meu melhor", pondera Adriana. Na Laser Standard, Bruno Fontes foi o 23º. Na Finn, o paulista Jorge Zarif ficou em 20º.

A Confederação Brasileira de Vela e Motor tem o patrocínio do Bradesco por meio da Lei de Incentivo ao Esporte do Governo Federal, e apoio do Comitê Olímpico Brasileiro (COB) e Travel Ace.

Sobre o Bradesco:
O Bradesco é um dos bancos líderes do setor financeiro no Brasil. Fundado em 1943, cresceu e evoluiu acompanhando as tendências e os ciclos econômicos do País. Dispõe de uma ampla rede de atendimento, com mais de 47,7 mil pontos em todo o Brasil. O atendimento aos clientes está segmentado por áreas de especialização, de acordo com o perfil de cada cliente. Seu modelo administrativo preserva o compromisso com as boas práticas de governança corporativa, proporcionando uma política de dividendos que oferece retorno atraente aos seus acionistas e o reconhecimento de sua atuação nas questões socioambientais. É ainda um dos maiores empregadores da categoria no País. O Grupo Bradesco de Seguros e Previdência é líder no mercado de seguros, previdência e capitalização, entre os conglomerados que atuam no setor na América Latina.

Mais informações no site www.cbvm.org.br
e pelo facebook da Confederação Brasileira de Vela e Motor



ZDL
Fonte ZDL 10/06/2012 ás 21h

Compartilhe

Vela brasileira fecha Skandia Sail for Gold com medalha e preparada para Jogos Olímpicos