Vaticano quer proibir circulação de veículos movidos a gasolina

Fonte Ansa Flash 17/12/2009 às 11h

O Vaticano proibirá a circulação de carros movidos a gasolina em seu território, permitindo o trânsito somente de veículos abastecidos com energia elétrica.

A informação foi dada à ANSA pelo engenheiro Pier Carlo Cuscianna, diretor dos Serviços Técnicos da Santa Sé, e a medida tem como objetivo combater as emissões de gases estufa no Estado vaticano.

"Estamos trabalhando em um projeto que limpará consideravelmente o ar dentro da Cidade do Vaticano", explicou.

Cuscianna relatou, além disso, que o serviço de engenharia de tráfego estuda também "rotas alternativas" no interior do Vaticano para otimizar o tempo de uso de veículos movidos por energia elétrica, cujas baterias precisam ser recarregadas a cada 90 minutos.

O uso da energia elétrica como "combustível" na Santa Sé não é novidade. Há nove anos foi instalado no Estado um posto de recarga para automóveis deste tipo. "Estamos em um bom ponto", ressaltou Cuscianna. "Espero que o plano seja realizado o mais rápido possível."

Enquanto o Vaticano estuda medidas para tentar reduzir suas emissões de gases poluentes, líderes do mundo inteiro se reúnem até sexta-feira em Copenhague, na Conferência das Nações Unidas sobre Mudança Climática (COP 15), em busca de um acordo global sobre o tema.

Ansa Flash
Fonte Ansa Flash 17/12/2009 ás 11h

Compartilhe

Vaticano quer proibir circulação de veículos movidos a gasolina