Uribe minimiza corte e reitera confiança em parceria com os EUA

Fonte Ansa Flash. 04/02/2010 às 10h

O presidente colombiano, Álvaro Uribe, afirmou hoje que tem certeza de que os Estados Unidos não abandonarão suas missões no país mesmo com a diminuição de repasses ao chamado "Plano Colômbia".

"Tenho a percepção de que os Estados Unidos não abandonarão a Colômbia, e seguirão sendo grande um aliado", ponderou Uribe, perguntado sobre a decisão divulgada pelo governo de Barack Obama.

"O déficit nos Estados Unidos cresceu 10%, e temos de entendê-los", declarou o presidente colombiano.

O orçamento dos Estados Unidos para o ano fiscal 2011, que precisa ser aprovado pelo Congresso, prevê uma redução de US$ 50 milhões para o programa de combate ao tráfico de drogas no país sul-americano.

De acordo com Bogotá, os recursos do "Plano Colômbia" também são utilizados na luta contra organizações guerrilheiras.

As relações próximas entre Colômbia e Estados Unidos foram muito questionadas por outros presidentes sul-americanos depois que os dois países assinaram um acordo militar em outubro passado.

O novo tratado permite que os norte-americanos enviem até 1.400 oficiais ao país para atuar em sete bases cedidas por Bogotá. Os presidentes da Venezuela, Hugo Chávez, da Bolívia, Evo Morales, e do Equador, Rafael Correa, creem que a parceria coloca em risco a soberania da região.

A Colômbia, por outro lado, garante que os agentes norte-americanos atuarão em operações realizadas apenas em seu território.

Ansa Flash.
Fonte Ansa Flash. 04/02/2010 ás 10h

Compartilhe

Uribe minimiza corte e reitera confiança em parceria com os EUA