Unidos pelo amor ao taekwondo, bolsistas lutam por vaga na seleção brasileira

Fonte Ascom – Ministério do Esporte 15/03/2013 às 20h

Unidos pelo amor ao taekwondo, bolsistas lutam por vaga na seleção brasileira

Amor ao esporte é o sentimento compartilhado pelo casal de namorados Lohanne Priscylla, 20 anos, e Felipe Sampaio, 21. Eles se conheceram durante os treinamentos da seleção amapaense de taekwondo. Em 2013, será o primeiro ano em que os dois lutadores receberão o benefício do programa Bolsa-Atleta do Ministério do Esporte. O programa atende a 196 atletas da modalidade em todo o país. No Amapá, são 12 esportistas em três modalidades diferentes.

Lohanne tem uma vida dedicada ao esporte. Com segundo dan da faixa preta, o primeiro contato com o esporte foi aos seis anos, influenciada pelo pai, que é mestre na modalidade. Com 15 anos, a atleta começou a ter resultados no tatame e integrou a seleção do estado. Foi nesse período que conheceu seu companheiro de vida e combate.

“Conheci o Felipe na seleção do estado. Até hoje treinamos juntos. É muito bom, porque é um crescimento para nós. Ele não alivia comigo durante os exercícios. É um grande aprendizado”, ressalta Lohanne.

O próximo desafio internacional dos lutadores será no Aberto do Caribe, no dia 4 de março, quando Lohanne pretende conquistar pontos com o objetivo de conquistar uma vaga na seleção brasileira. Para alcançar a meta, a atleta encara três horas de treinamento diárias: musculação, treino física e tática.

“Conto com uma equipe multidisciplinar com psicólogo, nutricionista e fisioterapeutas. No ano passado conquistei o Campeonato Brasileiro Interclubes. Pretendo ganhar o bicampeonato em maio, em Florianópolis”, disse.

O taekwondo foi o esporte da semana promovido pelo Ministério do Esporte nas redes sociais. A próxima semana será dedicada ao pentatlo moderno. Os pentatletas poderão enviar fotos e mensagens para serem compartilhadas no perfil do Facebook e do Twitter.



Ascom – Ministério do Esporte
Fonte Ascom – Ministério do Esporte 15/03/2013 ás 20h

Compartilhe

Unidos pelo amor ao taekwondo, bolsistas lutam por vaga na seleção brasileira