Tratamentos estéticos não são mais exclusividades das mulheres

Fonte Saúde em Pauta 30/06/2012 às 20h

 

Procedimentos como o botox, a lipoaspiração e a depilação a laser têm conquistado os homens

Aquela história de que os homens só frequentam o salão para cortar o cabelo é passado. Com foco na aparência, eles têm estimulado o crescimento de um nicho até então tímido: os tratamentos estéticos. A vaidade masculina é um novo comportamento que tende a gerar autoconfiança não somente no âmbito pessoal, mas profissional também. Se antes qualquer cuidado era incomum, hoje o cenário está bem diferente.

A procura por tratamentos em clínicas de estética aumentou consideravelmente comparada há alguns anos. Segundo uma pesquisa do IBOPE, realizada em 2009, aproximadamente 120 mil cirurgias masculinas foram realizadas, o que corresponde a 18% de todos os procedimentos cirúrgicos. As pálpebras e a lipoaspiração isolada foram as mais requisitadas, atendendo a 16% e 13% dos diagnósticos, respectivamente.

"As cirurgias mais realizadas são as que trazem maior exposição do resultado, ou seja, as da face: plásticas pálpebras, cirurgia da calvície, plástica do nariz e das orelhas. No tronco, assim como nas mulheres, prevalece a lipoaspiração", afirma o Dr. Douglas Jorge, cirurgião plástico do Hospital Samaritano de São Paulo.

O especialista salienta que uma das causas para a elevada procura é a mudança do comportamento masculino, que "talvez venha mudando pelas exigências da sociedade, mas também porque estes recursos ficaram mais acessíveis". Entretanto, mesmo que diante do crescente interesse, ainda há resistência para estes procedimentos, "algumas pessoas são mais reservadas e não querem demonstrar que se submeteram a certos tratamentos, enquanto outras fazem questão de mostrar", completa.

Por se tratar de um procedimento cirúrgico, é importante o paciente estar atento a possíveis eventualidades e existência de riscos. Cabe ao profissional orientá-lo para prevenir e auxiliar em eventuais resultados desfavoráveis. Procurar um especialista para esclarecer as dúvidas e buscar informações sobre o tratamento que irá fazer é essencial para evitar aborrecimentos.

Lipoaspiração

Procedimento que está entre os mais realizados no âmbito da medicina em praticamente todos os países, a lipoaspiração bem indicada e realizada é um tratamento seguro. De acordo com o Dr. Douglas Jorge, o tratamento "não é isento de complicações, como deixar irregularidades na superfície da área tratada ou situações mais complexas, porém, felizmente, há raras situações fatais".

Procurar um bom especialista e buscar informações detalhadas sobre seu desempenho profissional junto aos Conselhos de Medicina, as sociedades de especialidades médicas, e as pessoas que já fizeram o mesmo tratamento, são dicas e meios para quem quer realizar estes procedimentos cirúrgicos de forma mais segura.

Saúde em Pauta
Fonte Saúde em Pauta 30/06/2012 ás 20h

Compartilhe

Tratamentos estéticos não são mais exclusividades das mulheres