Tombini: expectativa para o próximo semestre é expansão do crédito e redução da inadimplência

Fonte Agência Brasil 12/06/2012 às 13h

 


Brasília - A expansão de crédito segue nos próximos trimestres, com condições mais favoráveis de taxas de juros e redução da inadimplência. A expectativa é do presidente do Banco Central (BC), Alexandre Tombini, que participa neste momento de audiência pública no Senado.

Segundo Tombini, o crédito no país continuará em expansão moderada. O presidente do BC destacou a recuperação dos financiamentos de veículos e aumento da participação do crédito imobiliário, atualmente em 5% do Produto Interno Bruto (PIB), soma de todos os bens e serviços produzidos no país. “Há espaço para que o crédito imobiliário ocupe”, disse, acrescentando que maior participação desse financiamento ganhará espaço de outras modalidades.

Tombini destacou que a inadimplência irá recuar no segundo semestre deste ano. Um dos fatores apontados pelo presidente do BC é a melhora do perfil dos tomadores de crédito a partir de setembro do ano passado.

Outro fator que contribui para redução da inadimplência é a diminuição da taxa básica de juros, a Selic – o que também reduz o custo de financiamento. Além disso, a queda das taxas de juros cobradas pelas instituições financeiras facilita a renegociação de dívidas.

Tombini citou ainda a perspectiva de aceleração da atividade econômica no segundo semestre, com crescimento do emprego e da renda real (descontada a inflação) do trabalhador, fatores que reduzem a inadimplência.

 

Agência Brasil
Fonte Agência Brasil 12/06/2012 ás 13h

Compartilhe

Tombini: expectativa para o próximo semestre é expansão do crédito e redução da inadimplência