Taques quer investigar verba de campanha para radialista

Fonte Agência Senado 04/06/2012 às 15h

O senador Pedro Taques (PDT-MT) formalizou à Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) mista, que investiga Carlos Augusto Ramos, o Carlinhos Cachoeira, um requerimento para a convocação do radialista goiano Luiz Carlos Bordoni.

O pedido foi protocolado na sexta-feira (1º), e a intenção do senador é ouvir explicações do radialista que afirmou à imprensa ter recebido dinheiro da Alberto & Pantoja Construções para prestar serviço à campanha de Marconi Perillo ao governo de Goiás em 2010.

Segundo a Polícia Federal, a Pantoja é uma empresa de fachada de Cachoeira para lavar dinheiro da empreiteira Delta. De acordo com Pedro Taques, parte do pagamento, no valor de R$ 45 mil, foi feito em um depósito na conta da filha do radialista, Bruna Bordoni, que já trabalhou no gabinete do senador Demóstenes Torres (sem partido-GO).

Em seu requerimento, o de número 500/12, o senador também argumenta que, segundo foi divulgado pela imprensa, Bordoni "teria passado a conta da filha para pagamento, porque estava em viagem e ela administrava seu patrimônio". O senador acrescenta, na proposta, que “a transferência consta no laudo da Polícia Federal do inquérito da operação Monte Carlo e foi feita em 14 de abril de 2011”.

Em entrevista ao jornal Estado de São Paulo, de domingo (3), o radialista afirmou que está disposto a depor na CPI. Bordoni disse ainda que vai solicitar a quebra do sigilo telefônico dele, da filha e também de Lucio Gouthier Fiúza, assessor particular de Perillo, responsável pelo depósito.

Demóstenes

Além de Luiz Carlos Bordoni, o senador Pedro Taques também tem intenção de ouvir Hillner Ananias, ex-segurança do senador Demóstenes Torres. Em requerimento apresentado na quinta-feira (31), Taques alega que o nome foi citado em diversas ligações entre Cachoeira e integrantes da organização criminosa comandada pelo empresário goiano. Segundo Taques, Hillner pode prestar esclarecimento relevante à comissão, “especialmente sobre fatos dos quais tomou conhecimento durante os quase sete anos de assessoramento ao senador”.

Os requerimentos apresentados à CPI podem ser acessados, na íntegra, pela internet, no endereço:

http://www.senado.gov.br/atividade/comissoes/comissao.asp?origem=CN&com=1589

Agência Senado
Fonte Agência Senado 04/06/2012 ás 15h

Compartilhe

Taques quer investigar verba de campanha para radialista