Senadores não chegam a acordo e projeto que regulamenta profissão de diarista fica para 2010

Fonte Agência Brasil. 15/12/2009 às 14h

Sem acordo, os senadores Comissão de Assuntos Sociais (CAS) deixaram para 2010 a apreciação do projeto de lei que regulamenta a profissão de diarista. O problema reside em mudanças feitas pelo relator Edison Lobão Filho (PMDB-MA) no projeto original da senadora Serys Slhessarenko (PT-MT) como, por exemplo, passar de dois para três dias semanais o período de trabalho das diaristas sem a necessidade de vínculo empregatício.

O senador Paulo Paim (PT-RS) afirmou que, no diz respeito à bancada de seu partido, o apoio é ao projeto original. Ele acrescentou que os senadores da comissão julgaram mais prudente discutir melhor a questão para tentar um acordo que permita a votação da matéria no ano que vem.

O peessedebista Papaléo Paes (AP) destacou que a proposta de Lobão Filho, da forma como está, praticamente inviabiliza a regulamentação da profissão de diarista. O parlamentar acrescentou que o parecer é ruim para todas as partes – contratantes, diaristas e empregadas domésticas.
 

Agência Brasil.
Fonte Agência Brasil. 15/12/2009 ás 14h

Compartilhe

Senadores não chegam a acordo e projeto que regulamenta profissão de diarista fica para 2010