Secretário do Tesouro defende repasse de R$ 80 bilhões ao BNDES para financiar economia

Fonte Agência Brasil. 26/01/2010 às 13h

O Secretário do Tesouro Nacional, Arno Augustin, defendeu hoje a destinação de até R$ 80 bilhões ao Banco Nacional de Desenvolvimento Social e Econômica (BNDES) para financiar o setor produtivo em 2010, ano em que o Ministério da Fazenda estima crescimento de 5,2% para a economia.

Segundo Augustin, quanto maior for a taxa de crescimento de bens de capital (máquinas e equipamentos da indústria) melhor será para o desenvolvimento do país.

“As condições de crescimento, o limite máximo de crescimento, têm a ver também com isto, com o futuro e com os próximos anos. O governo tem uma política de aumentar a taxa de investimento no Brasil e com a produção de bens de capital. O BNDES é fundamental para isso”, disse ao comentar o Plano Nacional de Financiamento da dívida pública federal.

O secretário afirmou que, tanto para o crescimento da economia em 2010, quanto para os anos subsequentes, sem desequilíbrio e sem pressão inflacionário, é fundamental a atuação do BNDES, com “carga total” de possibilidades.

Arno Augustin informou que o valor de até R$ 80 bilhões para repasse ao BNDES deverá ser capaz de reverter a queda prevista de 10% na formação bruta de capital (investimentos), reduzida em função da crise econômica que trouxe impactos para o Brasil a partir do último trimestre 2008.

“O Brasil deve sustentar as políticas do seu banco de desenvolvimento [BNDES] por meio de empréstimos do Tesouro Nacional, como ocorreu em 2009”, disse referindo-se ao repasse de R$ 100 bilhões destinados no ano passado à instituição.


 

Agência Brasil.
Fonte Agência Brasil. 26/01/2010 ás 13h

Compartilhe

Secretário do Tesouro defende repasse de R$ 80 bilhões ao BNDES para financiar economia