Secretário de C&T representará o Brasil no Fórum de Governança da Internet

Fonte MCTI 01/09/2014 às 21h
O secretário de Política de Informática do Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação (MCTI), Virgilio Almeida irá representar o Brasil na cerimônia de abertura do 9º encontro anual do Fórum de Governança da Internet (IGF, na sigla em inglês). O evento será realizado entre esta terça-feira (2) a sexta-feira (5), em Istambul, na Turquia.

O secretário irá discursar ao lado de representantes governamentais de cerca de dez países. "Vou colocar a posição do Brasil: o apoio aos modelos multissetoriais de governança da internet e também às relações multilaterais entre Estados nesse processo, principalmente em assuntos como cibercrime, ataques cibernéticos e questões econômicas transnacionais pela rede", afirma.

“O modelo que preconizamos e executamos é aquele implementado há mais de 20 anos pelo Comitê Gestor da Internet no Brasil [CGI.br]. Além disso, todos os países têm que estar em pé de igualdade, ou seja, um não pode se sobrepor ao outro.", afirma Virgilio que também foi Coordenador do Encontro Multissetorial Global Sobre o Futuro da Governança da Internet (NETmundial), realizado em abril, em São Paulo.

Programação

Nesta edição, o IGF 2014 reunirá 2 mil pessoas de todo o mundo, presencialmente e por centros remotos, entre academia, comunidade técnica, iniciativa privada, governo e sociedade civil.

Antes da abertura do evento, nesta segunda-feira (1º), haverá o pré-evento ‘Dia Zero’. “Vai ser uma jornada inteira dedicada à discussão dos impactos que o NETmundial trouxe para a governança global da internet", ressalta o secretário.

Participam da avaliação sobre o NETmundial, além do secretário, o diretor do Departamento de Temas Científicos e Tecnológicos do Ministério das Relações Exteriores, Benedicto Fonseca Filho; dois membros do CGI.br, Demi Getschko e Carlos Alberto Afonso; e a pesquisadora Marigia Viana. À tarde, de acordo com Virgilio, o IGF abre uma discussão com a sociedade acerca do encontro.

Edição no Brasil

Sede do IGF 2007, realizado no Rio de Janeiro, o Brasil está confirmado como anfitrião do evento em 2015, mas a data exata e a cidade devem ser anunciadas em Istambul. O objetivo da conferência é gerar oportunidades para diálogos abertos e inclusivos. A cada ano, a programação se baseia em conclusões de edições anteriores. O tema do atual encontro é a conexão de continentes para intensificar o caráter multissetorial da governança da internet.

Proposto pela Cúpula Mundial sobre Sociedade da Informação, em 2005, o IGF ocorre desde 2006, após consultas convocadas pela Organização das Nações Unidas (ONU), que também criou o Grupo Consultivo Multilateral (MAG, na sigla em inglês), composto por representantes de governos, sociedade civil, academia, iniciativa privada e organizações internacionais e de pesquisa, com a finalidade de assessorar o programa e calendário das reuniões do fórum.

Antes de chegar à Turquia, Virgilio esteve em Genebra, na Suíça, na quinta-feira (28), para o lançamento da Iniciativa NETmundial, projeto do Fórum Econômico Mundial (WEF) e da Corporação da Internet para Atribuição de Nomes e Números (Icann) para colocar em prática propostas do encontro multissetorial global realizado em abril.

Governança da rede

O documento NETmundial Multistakeholder Statement, aprovado por aclamação durante o NETmundial, estabelece setembro de 2015 como prazo para se concluir a a transição rumo ao novo modelo para a rede.

De acordo com o texto, o funcionamento da rede deve se basear em transparência, abertura, acessibilidade e diversidade linguística. Deve garantir estabilidade, segurança e resiliência à internet, e estimular seu aprimoramento por meio de colaboração, optando por soluções tecnologicamente neutras que a permitam. Os signatários pedem ainda um ciberespaço unificado e desfragmentado.
MCTI
Fonte MCTI 01/09/2014 ás 21h

Compartilhe

Secretário de C&T representará o Brasil no Fórum de Governança da Internet