Secretaria de Saúde promove ação de combate ao tabagismo

Fonte Agência Brasília 29/08/2014 às 8h

Secretaria de Saúde promove ação de combate ao tabagismo



Cerca de 80% dos pacientes que iniciam o tratamento nos hospitais da rede pública param de fumar

BRASÍLIA (29/8/14) - A Secretaria de Saúde (SES/DF) realiza, nesta sexta-feira (29), evento alusivo ao Dia Nacional de Combate ao Tabagismo, das 8h às 12h, na Estação Central do Metrô (Rodoviária do Plano Piloto). A ação contará com atividades promovidas pelo Núcleo de Controle ao Tabagismo da SES/DF, a fim de sensibilizar os usuários quanto aos danos provocados pelo tabaco e informá-los sobre o atendimento e tratamento na rede pública.



"Além de aferir pressão e glicemia, vamos verificar o teor de monóxido de carbono das pessoas com um aparelho chamado monoxímetro. Por meio do ar expelido pela pessoa, podemos verificar o que o cigarro está fazendo na sua corrente sanguínea", explicou o coordenador do núcleo, Celso Rodrigues.



Cerca de 500 pessoas com hábito de fumar são atendidas por ano nos grupos de apoio e tratamento da rede pública de Saúde. "Nós temos 70 grupos no DF para o tratamento contra o tabagismo. Temos atendimento para a população sem a necessidade de marcação de consulta, em três centros de saúde", acrescentou Celso.



"A SES/DF está nessa luta há 18 anos. No início os índices mostravam que 39% da população de Brasília tinha o hábito de fumar. Agora, esse número caiu para 10% e isso é resultado de trabalho. Cerca de 80% dos pacientes que iniciam o tratamento na rede param de fumar", afirmou o coordenador.



Os atendimentos com agenda aberta são feitos no Hospital Universitário de Brasília, no Centro de Saúde nº 9 do Cruzeiro e no Centro de Saúde nº 3 de Samambaia.



TRATAMENTO – Uma vez atendido e avaliado pela equipe do grupo de tabagismo, o paciente é admitido para iniciar o tratamento. Inicialmente os encontros acontecem uma vez por semana durante um mês, depois, de 15 em 15 dias, uma vez por mês e, por último, uma vez ao ano.



"À medida que o paciente vai tomando consciência dos perigos da nicotina, ele também recebe o tratamento com reposição dessa substância por meio de goma e adesivo. Isso o ajuda a se livrar do vício gradativamente", informou Celso Rodrigues.



O Instituto Nacional de Câncer é um órgão do Ministério da Saúde responsável pela articulação do Programa Nacional de Controle do Tabagismo e revela os riscos a que os fumantes são submetidos, se comparados aos não fumantes:

- Dez vezes mais chances de adoecer de câncer de pulmão;

- Cinco vezes mais propensos a infarto;

- Cinco vezes mais chances de sofrer de bronquite crônica e enfisema pulmonar;

- O dobro do risco de sofrer derrame cerebral.



SERVIÇO:

Veja onde encontrar um grupo mais próximo de casa: http://goo.gl/sTq2Ic

Agência Brasília
Fonte Agência Brasília 29/08/2014 ás 8h

Compartilhe

Secretaria de Saúde promove ação de combate ao tabagismo