São Paulo está em guerra. E a ordem é uma só:

Fonte Giusti Comunicação 29/01/2010 às 11h

SALVE GERAL

No dia das mães de 2006, a cidade de São Paulo está sitiada. Ataques a delegacias de polícia, ônibus incendiados, ameaças a shoppings, metrô e aeroportos. Em meio ao caos está a viúva Lúcia, interpretada por Andrea Beltrão.

Lúcia é uma mulher simples, de classe média, que passa por dificuldades financeiras e tem uma missão: tirar o filho adolescente da cadeia. Rafael, 18 anos, está preso por ter se envolvido num incidente que acabou em um assassinato. Em uma das visitas que faz ao filho, Lúcia conhece Ruiva, advogada do Professor, líder do Comando, organização que liderou os ataques à capital paulista.

A empatia entre as duas é imediata, e Lúcia, que precisa de dinheiro, começa a ser usada por Ruiva em algumas missões, passando a viver no limite entre a legalidade e o crime. Em paralelo, a crise no sistema carcerário se agrava e, numa demonstração de força, o governo transfere de uma só vez centenas de presos de alta periculosidade para presídios de segurança máxima do interior do Estado.

A reação é quase instantânea, o Comando envia seu código: Salve Geral. São Paulo vira um inferno!

Inspirado em fatos reais, a trama conta uma história de ficção das mulheres por trás do Comando e mostra que, quando a lei e a ética são postas em questão, o que impera é a força.

Gênero: Drama

Direção: Sérgio Rezende

Elenco: Andrea Beltrão

Duração: 120 min.

Ano de produção: 2009

Classificação indicativa: 16 anos

 

Giusti Comunicação
Fonte Giusti Comunicação 29/01/2010 ás 11h

Compartilhe

São Paulo está em guerra. E a ordem é uma só: