Roma enviará armas ao Curdistão em setembro

Fonte ANSA 03/09/2014 às 20h

Fornecimento de ajuda militar deve começar a partir do dia 10

03 Setembro, 20:13•ROMA•ZLR

(ANSA) - A ministra da Defesa da Itália, Roberta Pinotti, afirmou nesta quarta-feira (3) que o início do fornecimento de armas do país para o governo do Curdistão iraquiano deve começar a partir do dia 10 de setembro.

A ajuda de Roma tem como objetivo fortalecer os guerrilheiros curdos, conhecidos como peshmerga, para combater o avanço do grupo jihadista Estado Islâmico (EI), que já controla vastas áreas no Iraque e na Síria.

"Após o consentimento das autoridades de Bagdá, estão em fase final as atividades diplomáticas, organizativas e logísticas destinadas ao transporte e entrega dos materiais necessários", explicou Pinotti. A operação de envio dos armamentos custará cerca de 1,9 milhões de euros (R$ 5,7 milhões) aos cofres italianos.

Segundo a ministra, serão disponibilizadas 500 metralhadoras MG 42/59; 100 metralhadoras 12.7 mm; 250 mil munições para essas armas; dois mil lança-granadas RPG-7 e RPG-9; e 400 mil munições para metralhadoras de fabricação soviética. (ANSA)
ANSA
Fonte ANSA 03/09/2014 ás 20h

Compartilhe

Roma enviará armas ao Curdistão em setembro