Riocentro passa a ser considerado território internacional

Fonte Agência Brasil 05/06/2012 às 15h

Rio de Janeiro - O hasteamento da bandeira das Nações Unidas no Riocentro, ocorrido na manhã de hoje (5), marcou oficialmente a transferência da responsabilidade sobre o local para a ONU. O Riocentro abrigará, a partir do dia 13 de junho, a Conferência das Nações Unidas sobre Desenvolvimento Sustentável, a Rio+20.

O organismo ficará responsável pelo espaço até o dia 23 deste mês, dia seguinte ao término do evento. Isso significa que, durante a conferência da ONU, o Riocentro será território internacional. Qualquer ocorrência criminal dentro do espaço, por exemplo, será resolvida primeiro pela polícia da ONU, que inclui agentes de vários países do mundo.

“É uma cerimônia simbolicamente importante porque faz parte das regras diplomáticas de entrega da soberania deste pedaço do Brasil para as Nações Unidas, exatamente como se fosse a sede da ONU em Nova Iorque”, disse Giancarlo Summa, vice porta-voz da Rio+20.

A polícia da ONU ficará responsável pela segurança interna do Riocentro, que sediará centenas de seminários, além da reunião de chefes de estado e governo. O Exército ficará responsável por toda a segurança do perímetro externo, incluindo as entradas do Riocentro, e a Aeronáutica se encarregará do controle do espaço aéreo na região, não permitindo o sobrevoo de aeronaves civis durante a realização da Rio+20.

O hasteamento da bandeira ocorreu simultaneamente à cerimônia em comemoração ao Dia Mundial do Meio Ambiente, realizada no Palácio do Planalto, em Brasília.

 

Agência Brasil
Fonte Agência Brasil 05/06/2012 ás 15h

Compartilhe

Riocentro passa a ser considerado território internacional