Reservas provadas da Petrobras caem 1,5% em 2009

Fonte Agência Brasil. 15/01/2010 às 17h

Reservas provadas da Petrobras caem 1,5% em 2009

As reservas provadas de óleo, condensado e gás natural da Petrobras caíram 1,5% em 2009 em relação ao ano anterior. Em 31 de dezembro de 2009, o volume comprovado pela estatal foi de 14,865 bilhões de barris de óleo equivalente (boe), segundo critérios internacionais.

A Petrobras disse que a queda se deve à não inclusão das reservas da estatal na Bolívia – em decorrência da estatização do setor de petróleo e gás daquele país pelo presidente Evo Morales.

“A redução das reservas se deve ao volume produzido no ano e a não inclusão das reservas da Bolívia. Estas reduções foram, no entanto, parcialmente compensadas pela apropriação de reservas na Nigéria”, explica a companhia em nota.

Os dados da Petrobras indicam que, pelos critérios da Society of Petroleum Engineers (SPE), em 2009 foram incluídos 652 milhões de barris de óleo equivalente às reservas provadas da companhia, mas foram produzidos 872 milhões de petróleo equivalente, o que resultou numa redução de 220 milhões de barris de petróleo equivalente em relação às reservas de 2008 (15,085 bilhões de boe).

Ainda de acordo com o critério SPE, o índice de reposição de reservas em 2009 foi de 75% e a relação reserva/produção (R/P) ficou em 17 anos. Em 31 de dezembro de 2009 as reservas provadas atingiram 12,143 bilhões de barris de óleo equivalente, neste caso um aumento de 9% em relação ao ano anterior.

Já de acordo com os critérios da Securities and Exchange Commission (SEC), durante 2009 foram apropriados 1,824 bilhão de barris de óleo equivalente às reservas provadas e produzidos 872 milhões de boe, o que resultou em um aumento de 952 milhões de boe em relação às reservas de 2008.

De acordo com o critério SEC o índice de reposição de reservas em 2009 foi de 209%. A relação reserva/produção ficou em 14 anos. Segundo critério ANP/SPE, em 31 de dezembro de 2009 as reservas provadas de óleo, condensado e gás natural nos campos sob concessão da Petrobras no Brasil, atingiram 14,169 bilhões de barris de óleo equivalente (boe), representando um aumento de 0,5% em relação a 2008.

O relatório da Petrobras sobre as reservas encontra-se publicado na página da estatal na Internet, onde a empresa informa que a queda no volume de reservas provadas decorreu da exigência do governo da Bolívia para que a empresa brasileira excluísse do cálculo de 2009 as reservas da Petrobras naquele país, o que reduziu as reservas internacionais para 696 milhões de barris de óleo equivalente.

A Petrobras esclareceu, por outro lado, que, embora a região do Pré-Sal tenha contribuído com as reservas em 182 milhões de barris de óleo equivalente, as descobertas da nova fronteira exploratória ainda estão em fase de avaliação, não tiveram a sua comercialização declarada junto à Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP) e, portanto, ainda não estão contribuindo de forma significativa para os resultados de 2009.
 

Agência Brasil.
Fonte Agência Brasil. 15/01/2010 ás 17h

Compartilhe

Reservas provadas da Petrobras caem 1,5% em 2009