Reforma ministerial no Japão tem toque feminino

Fonte ANSA 03/09/2014 às 20h

Cinco mulheres assumirão pastas pela 2ª vez na história

03 Setembro, 13:46•TÓQUIO•ZGT

(ANSA) - O primeiro-ministro japonês, Shinzo Abe, anunciou nesta quarta-feira (03) uma reforma ministerial após 20 meses de governo. Com a mudança, pela segunda vez na história do país, cinco mulheres estarão em cargos do Executivo. Antes de Abe, só o ex-premier Junichiro Koizumi (entre abril de 2001 e setembro de 2002) tinha tantas mulheres em altos cargos.



Mas, a situação não é diferente só no Japão. Segundo dados da União Interparlamentar, apenas 17% dos cargos de chefia nos Ministérios são de mulheres e apenas 36 países no mundo tem, ao menos, 30% de mulheres no comando de alguma pasta.



Desde que assumiu o poder, em dezembro de 2012, Abe só não mudou um ministro - só hoje foram 12. Segundo o premier, hoje começa "uma nova etapa de seu governo". As mudanças ocorrem em um momento delicado da economia japonesa. Além disso, o Japão enfrenta disputas territoriais com a China e a Coreia do Sul.



Apesar das mudanças, o governo do premier é detentor de outro recorde: com 617 dias é o mais resistente desde o final da Segunda Guerra Mundial. (ANSA)
ANSA
Fonte ANSA 03/09/2014 ás 20h

Compartilhe

Reforma ministerial no Japão tem toque feminino