Projeto Oásis alia conservação da natureza e desenvolvimento econômico

Fonte NQM Comunicação 25/01/2010 às 13h

Sessenta e três proprietários de terras da região de Apucarana, norte do Paraná, que conservam suas áreas naturais em regiões de mananciais, serão premiados financeiramente nesta terça-feira, 26.

Eles fazem parte do Projeto Oásis Apucarana, desenvolvido pela Prefeitura do Município para melhorar a quantidade e qualidade da água dos rios que cortam o município e abastecem a região, e são os primeiros beneficiados com a iniciativa, que tem apoio técnico da Fundação O Boticário de Proteção à Natureza.

Os valores variam de R$ 850,00 a R$ 7.000,00 por ano, de acordo com o estágio de conservação de suas áreas naturais. A metodologia para pagamento privilegia proprietários de terras com as áreas naturais mais bem conservadas e anualmente será feita avaliação técnica que poderá aumentar ou diminuir o valor a ser recebido. "Com isso, o Projeto Oásis oferece estímulo para que as áreas naturais continuem bem conservadas, protegendo também a água na região", diz a diretora executiva da Fundação O Boticário, Malu Nunes.

Apucarana é o segundo exemplo de pagamento por serviços ecossistêmicos para proprietários de terras com mananciais do país.  O primeiro é o Projeto Oásis São Paulo, lançado em 2006 pela Fundação O Boticário, e que premia financeiramente na região da Bacia do Guarapiranga em São Paulo. "O pagamento por serviços ecossistêmicos é uma das alternativas para aliar desenvolvimento econômico com conservação da natureza. No caso do projeto Oásis, o prêmio financeiro é para quem contribui para a manutenção da qualidade da água. Nossa intenção é que esses exemplos possam ser replicados em outras regiões", conclui Malu.

Sobre a Fundação O Boticário

A Fundação O Boticário de Proteção à Natureza é uma organização sem fins lucrativos, cuja missão é promover e realizar ações de conservação da natureza.

Criada em 1990 por iniciativa do fundador do Boticário, a atuação da Fundação O Boticário é nacional e suas ações incluem proteção de áreas naturais, apoio a projetos de outras instituições e disseminação de conhecimento.

Desde a sua criação, a Fundação O Boticário já apoiou em todo o Brasil, 1.218 projetos de conservação da natureza e mantém duas reservas naturais, a Reserva Natural Salto Morato, na Mata Atlântica; e a Reserva Natural Serra do Tombador, no Cerrado, os dois biomas mais ameaçados do país.

NQM Comunicação
Fonte NQM Comunicação 25/01/2010 ás 13h

Compartilhe

Projeto Oásis alia conservação da natureza e desenvolvimento econômico