Políticos e autoridades já estão na Bolívia para a posse de Evo Morales

Fonte Ansa Flash 22/01/2010 às 10h

Autoridades políticas de todo o mundo já começam a chegar à Bolívia, onde o presidente Evo Morales assume hoje seu segundo mandato à frente do Executivo em uma cerimônia na recém constituída Assembleia Legislativa Plurinacional.

Estão desde ontem em La Paz os mandatários da Venezuela, Hugo Chávez; do Chile, Michelle Bachelet; do Equador, Rafael Correa; e do Paraguai, Fernando Lugo; o vice-presidente da Colômbia, Francisco Santos; e o assessor especial para Assuntos Internacionais do Brasil, Marco Aurélio Garcia.

Já desembarcou na capital boliviana o príncipe de Astúrias, Felipe de Bourbon. Esta é a segunda vez que o espanhol vai à capital boliviana -- a primeira foi em janeiro de 2006, quando Morales prestou seu juramento ao ser eleito pela primeira vez.

Também se encontra no país sul-americano Mohamed Abdelaziz, chefe máximo da autoproclamada República Árabe Saaráui Democrática (RASD), que busca a independência do Saara Ocidental, região ocupada pelo Marrocos há mais de 30 anos.

Abdelaziz se disse honrado de poder comparecer à posse do mandatário boliviano reeleito e manifestou esperança de que sua viagem "tenha como resultado a consolidação das relações" entre a nação latina e a república árabe.

"Parabéns ao presidente Evo Morales e felicitações ao povo boliviano por tantas realizações e conquistas", declarou ele.

O vice-presidente dos Conselhos de Estado e de Ministros de Cuba, Ramiro Valdés, que também participará do evento, já está em La Paz desde a quarta-feira.

Outras autoridades que irão ao evento são a secretária de Trabalho dos Estados Unidos, Hilda Solis, e a subsecretária de Estado norte-americana para a Democracia e Assuntos Globais, María Otero, que é de origem boliviana.

Além deles, poderão vir a La Paz o secretário de Estado francês para a Cooperação, Alain Joyandet; e o ministro de Assuntos Exteriores do Canadá para as Américas, Peter Kent.

Ainda assistirão à posse formal de Morales quase uma centena de delegados indígenas, entre eles a ganhadora do Prêmio Nobel da Paz de 1992, a guatemalteca Rigoberta Menchú Tum. Ontem, o presidente já havia se reunido com representantes de comunidades originárias, que o proclamaram líder e guia espiritual do país.

Evo Morales é o primeiro presidente indígena da Bolívia, país em que mais da metade da população descende de povos latinos. Ele ficará no poder até 2015, tendo sido reeleito no dia 6 de dezembro com 64% das preferências. Na mesma data ocorreu a votação parlamentar, que deu ao mandatário apoio de dois terços da Assembleia Plurinacional.

Ansa Flash
Fonte Ansa Flash 22/01/2010 ás 10h

Compartilhe

Políticos e autoridades já estão na Bolívia para a posse de Evo Morales