Polícia Federal investiga incêndio em avião da TAM e fuga de traficante, diz ministro da Justiça

Fonte Agência Brasil 12/06/2012 às 20h

Brasília - A Polícia Federal já abriu inquérito e está fazendo perícia do material encontrado no banheiro da aeronave JJ 3420, da companhia aérea TAM, para detectar as causas do início de incêndio que obrigou o avião a fazer um pouso não programado em Brasília na última segunda-feira (11). A aeronave partiu do Rio de Janeiro com destino a Belém e teve que descer no Aeroporto Internacional Juscelino Kubitschek, na capital federal, devido a um princípio de incêndio na lixeira do banheiro. A informação foi dada pelo ministro da Justiça, José Eduardo Cardozo.

“Garanto que a Polícia Federal está empenhada e, após a perícia, teremos dados concretos e objetivos em relação a esse acontecimento”, disse. Segundo o ministro, há todo interesse do Ministério da Justiça e da Polícia Federal em agilizar a investigação. “Solicitamos à Polícia Federal que agisse com bastante rigor e critério e agilizasse todos os procedimentos necessários para que possamos saber o que de fato aconteceu”.

Em relação à fuga da Superintendência da Polícia Federal, no último domingo, do traficante José Martins da Silva, preso no aeroporto de Brasília com cinco quilos de cocaína, o ministro José Eduardo Cardozo informou que o diretor da PF já determinou abertura de processo investigativo interno para verificar se a fuga foi facilitada por agente ou delegado da PF.

“Posso dizer que se, eventualmente, houve a participação de alguém da PF, podem ter absoluta certeza que nós vamos apurar e aplicar sanções rigorosas. Seria inadmissível que um policial federal viesse atingir não só a sociedade, mas como sua própria corporação, com uma conduta leviana dessa natureza. Estamos investigando”, disse o ministro.

Agência Brasil
Fonte Agência Brasil 12/06/2012 ás 20h

Compartilhe

Polícia Federal investiga incêndio em avião da TAM e fuga de traficante, diz ministro da Justiça