Petrobras recebe prêmio internacional por exploração e produção em águas profundas

Fonte Agência Petrobras 03/09/2014 às 19h

Petrobras recebe prêmio internacional por exploração e produção em águas profundas

A presidente da Petrobras, Maria das Graças Silva Foster, recebeu nesta quarta-feira (3) o prêmio Global Pacific & Partners, na categoria Atuação Offshore/Deepwater, durante a 20ª edição da Latin Oil Week, realizada no Hotel Copacabana Palace, no Rio de Janeiro. O prêmio foi oferecido às empresas da América Latina de maior prestígio em seus segmentos, em comemoração aos 20 anos de presença no Brasil da Global Pacific & Partners. A GP&P é uma consultoria internacional, com mais de 30 anos de experiência na área de petróleo e gás, que realiza a Latin Oil Week e conferências semelhantes em países da África, Ásia, Oriente Médio e Europa.

A presidente da Petrobras também recebeu uma menção honrosa de Patronesse do Global Women Petroleum & Energy Club, associação criada com o objetivo de reunir as mulheres de destaque do setor de óleo e gás ao redor do mundo. O diretor de Exploração e Produção da Petrobras, José Formigli, esteve presente à cerimonia de premiação. “A Petrobras agradece muitíssimo por mais este prêmio, que nos faz continuar trabalhando mais e mais, e acreditando mais em nós, em quem trabalhou conosco, e mais ainda no nosso país. Fico também muito orgulhosa pela menção honrosa”, disse Graça Foster, em discurso na abertura do evento.

A presidente fez questão de destacar o crescimento por sete meses consecutivos da produção da Petrobras. “Os números de agosto não estão fechados, mas continuamos crescendo. Batemos um novo recorde no pré-sal. E ontem, ao abrirmos os jornais, demos de frente com as informações da Agência Nacional de Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis de que foi registrado mais um recorde de produção de petróleo e gás no Brasil. São 2,82 milhões de barris de óleo equivalente por dia produzidos no mês de julho. E o mês de agosto certamente foi muito melhor. Tudo isso nos deixa, de fato, muito entusiasmados. A Petrobras é uma empresa entusiasmada com o presente e que acredita sobremaneira no futuro da indústria do petróleo no Brasil”, completou Graça.

A Latin Oil Week é um evento anual com foco na América Latina e Caribe e completa em 2014 seu 20º aniversário. O evento discute o panorama do petróleo, gás e energia na região e as estratégias das indústrias estatal e privada, avaliando em curto e longo prazo a exploração, o desenvolvimento, os investimentos e as perspectivas, os potenciais impactos e como as empresas, órgãos governamentais e as licenciadoras podem remodelar a presença da América Latina no mundo do petróleo.

A edição deste ano, realizada nesses três dias, e encerrada hoje, quarta, dia 3, contou com mais de 30 palestrantes e 250 participantes, incluindo os principais personagens da indústria latino-americana de petróleo de países como Argentina, Colômbia, Equador, Guatemala, Guiana Francesa, México, Paraguai, Peru e Suriname, além do Brasil. Representantes de empresas de países como Alemanha, Canadá, Estados Unidos, Noruega e Reino Unido também participaram do evento. Entre os palestrantes brasileiros, o presidente da Pré-Sal Petróleo S.A., Oswaldo Pedrosa, falou sobre as oportunidades do pré-sal; Helder Queiroz Pinto Jr., diretor da Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis, falou sobre a exploração de shale gas no Brasil; e Karine Fragoso, gerente operacional de Estratégias em Petróleo e Gás da Firjan, falou sobre a indústria de petróleo e gás no Estado do Rio de Janeiro.

Reconhecimentos – Em maio deste ano, Graça Foster ficou pela terceira vez consecutiva no ranking das 100 mulheres mais poderosas do mundo da revista Forbes. Em março, a presidente foi homenageada com o Troféu Mulher Imprensa – “Personalidade do Ano”, organizado pela revista e portal Imprensa, eleita por unanimidade pelos jornalistas que compuseram o júri. Em fevereiro, foi indicada à lista da emissora CNBC das 200 personalidades que tiveram mais influência no mundo dos negócios nos últimos 25 anos. Também em fevereiro, a presidente ficou em quarto lugar na lista que reúne as 50 mulheres de negócios mais poderosas do mundo da revista Fortune.

Em dezembro de 2013, Graça foi apontada pela publicação britânica Lloyd´s List como uma das 100 pessoas mais influentes na indústria naval. Em agosto de 2013, foi eleita a melhor CEO do setor de petróleo, gás e petroquímica na América Latina pela Revista Institucional Investor. Em maio de 2013, Graça Foster foi eleita uma das 20 mulheres mais poderosas do mundo e a terceira mulher mais influente na categoria Negócios, pela Revista Forbes.

Em 28 de outubro deste ano Graça receberá em Amsterdã, na Holanda, o Distinguished Lifetime Achievement Award 2014, prêmio máximo da Sociedade dos Engenheiros do Petróleo Mundial - Society of Petroleum Engineers – SPE, em reconhecimento aos profissionais que deram uma contribuição excepcional para a indústria mundial de petróleo e gás. É a primeira vez que um profissional brasileiro da área receberá a premiação.
Agência Petrobras
Fonte Agência Petrobras 03/09/2014 ás 19h

Compartilhe

Petrobras recebe prêmio internacional por exploração e produção em águas profundas