Petrobras assina carta de intenção para operar mais uma plataforma no pré-sal

Fonte Agência Brasil. 28/01/2010 às 10h

A Petrobras, o BG Group e a Repsol assinaram uma carta de intenção com o consórcio Schahin/Modec para operação de mais uma unidade a fim de desenvolver a produção dos campos descobertos na área do pré-sal da Bacia de Santos.

A unidade em questão será mais uma plataforma do tipo FPSO (que estoca, produz e escoa petróleo) e será usada no projeto piloto de Guará, localizado no bloco Bacia Marítima de Santos Nove (BM-S-9) – na região do campo de Tupi, o de maior potencial já descoberto nessa área, com reservas que podem chegar a 8 bilhões de barris de petróleo.

A FPSO tem capacidade para produzir até 120 mil barris de petróleo e 5 milhões de metros cúbicos de gás por dia, deverá entrar em operação no final de 2012 e os contratos terão a duração de 20 anos.

Segundo nota divulgada ontem (27), pela Petrobras, o contrato assinado para a construção deste novo FPSO prevê um índice de conteúdo local (componentes nacionais) de 65%. Ele estabelece, também, que a conversão do casco será feita no exterior, mas a integração dos seus diversos módulos deverá ser feita aqui mesmo no Brasil, gerando desta forma mais empregos no país.

A nova plataforma – que intensificará a exploração de petróleo na região do pré-sal – será o segundo piloto a ser instalado no polo pré-sal, mas a primeira unidade fretada de grande porte a ser convertida com alto conteúdo de componentes nacionais.

Agência Brasil.
Fonte Agência Brasil. 28/01/2010 ás 10h

Compartilhe

Petrobras assina carta de intenção para operar mais uma plataforma no pré-sal