Pesquisa revela que 74% dos internautas defendem prisão perpétua a pedófilo

Fonte Portal Todos Contra a Pedofilia MT 10/06/2012 às 20h
De acordo com pesquisa do Portal Todos Contra a Pedofilia MT, divulgada esta semana, 74% dos internautas são favoráveis à aplicação da pena de morte a pessoas condenado por pedofilia. O percentual é praticamente o mesmo daqueles que defendem a mesma punição para traficantes de drogas, 11,8%. As demais penas para pessoas que praticam atos de pedofilia são prisão perpétua (74 %).

Para o maior expoente na luta contra a podofilia em MT, vereador Várzeagrandense,Toninho do Gloria destacou que quando aparece alguma idéia inovadora, alguma sugestão que ajudaria a combater essa tragédia, claro, corre-se a berrar em defesa dos direitos dos criminosos, a exemplo da proposta do senador e ex-governador rondoniense Ivo Cassol onde ele propõe no Congresso uma lei para a castração química de maníacos, tarados e pedófilos. Qual a primeira reação? A de que nossas leis não permitem danos físicos a presos. Os que eles causaram a filhas, filhos, sobrinhos, filhos dos outros, nada disso tem importância. O que importa é o eterno e assustador discurso em defesa do direitos dos bandidos de todos os níveis e não importa os crimes que cometam.

Uma pequena pena de prisão vai resolver o problema do pai tarado que seviciou as próprias filhas, inclusive fazendo filhos nelas, como ocorreu aqui, muito pertinho de nós? Claro que não. Então, nossas autoridades e os responsáveis pelas leis preferem ver nossas crianças sendo atacadas todos os dias por criminosos incorrigíveis, do que tratá-los como são: doentes de uma patologia que não têm cura. É mais uma tragédia que vemos criada pela incompetência e discursos vazios de nossas autoridades de todos os níveis. Eles preferem apoiar o mal.
Os internautas do maior portal de combate a pedofilia do centro oeste,defende a proposta do senador Magno Malta (PR), que propôs uma PEC (Proposta de Emenda à Constituição) que altera o Código Penal para instituir a prisão perpétua para a pedofilia.
A Constituição prevê a liberdade do indivíduo em cláusula pétrea, ou seja, não pode ser alterada. No entanto, o senador argumenta, em sua PEC, com o parágrafo 4º do artigo 227, que diz que a "lei punirá severamente o abuso, a violência e a exploração sexual da criança e do adolescente".
As cláusulas pétreas não podem ser alteradas, a não ser por constituinte, mas a minha proposta de é adicionar ao parágrafo sobre a defesa da criança, os casos de pedofilia. Se a criança é inviolável, como um pedófilo é solto?", afirmou Malta.

Para o senador, os pedófilos são "psicopatas irrecuperáveis" que planejam o crime. "Eles são diferentes de estupradores, são monstros dissimulados. Se houvesse prisão perpétua para esses casos, o criminoso de Mato Grosso não teria saído da cadeia e a família do Kaito Guilherme Nascimento Pinto (10) estaria felizes agora", disse Malta.

A proposta do senador volta a ter uma grande discussão sobre o assunto. "O Brasil está entre os três países do mundo que mais consomem pedofilia na internet e não temos legislação sobre isso. Os advogados encontram diversas brechas na lei para soltar os pedófilos porque o Código Penal não trata diretamente sobre o assunto. Acredito que terei o respaldo dos senadores para aprovar a proposta, já estou recebendo apoio", afirmou João Batista.

“O ativista destacou que não se pode avaliar o comportamento desses indivíduos dentro da cadeia, uma vez que lá não tem criança. E, quando soltos, eles voltam a cometer o mesmo crime”, completou.

Portal Todos Contra a Pedofilia MT
Fonte Portal Todos Contra a Pedofilia MT 10/06/2012 ás 20h

Compartilhe

Pesquisa revela que 74% dos internautas defendem prisão perpétua a pedófilo