Páscoa sem chocolate?

Fonte Imagem Corporativa 17/03/2013 às 22h

Chocolates de soja ou puro cacau são opções para os que sofrem de intolerância a lactose

Durante a páscoa, o consumo de chocolate aumenta devido às celebrações tradicionais do período. Para muitos que possuem restrições alimentares, como à lactose, a época é marcada pela busca incessante por produtos específicos, para matar a vontade de comer chocolate sem prejudicar a saúde. Segundo a gastroenterologista Dra. Fernanda Andrade de Oliveira, do Hospital Santa Luzia, “para essas pessoas, recomenda-se os chocolates sem lactose, como os produtos puros, apenas com cacau, ou os chocolates feitos com soja”.

A intolerância à lactose não é uma doença e sim um processo que se desenvolve pela insuficiência ou deficiência da enzima lactase. A enzima é responsável por “quebrar” a lactose em carboidratos mais simples, durante a digestão. Para as pessoas que tem intolerância à substância, após a ingestão, ela causa irritação, cólica, flatulência, distensão abdominal e até diarreia, podendo se manifestar apenas algumas horas depois. “O grau de intolerância tem variação, algumas pessoas suportam uma quantidade maior de lactose”, afirma a especialista. Já para as pessoas com pouca tolerância, há cápsulas ou comprimidos com lactase. “O segredo é ingerir essas cápsulas antes de ingerir alimentos com lactose”, explica.

Diferente do que muitos imaginam, intolerância e alergia são formas distintas, com sintomas e tratamentos diferentes, por isso é importante buscar o diagnóstico correto. No caso da alergia à lactose, ela se manifesta normalmente na infância e afeta o sistema imunológico, o trato digestivo e outros órgãos, como a pele. De acordo a especialista, o corpo de quem tem alergia é sensibilizado quando entra em contato com a proteína do leite, quando se inicia uma reação alérgica. Entre os sintomas mais comuns estão vômito, diarreia, sangramento nas fezes, reações cutâneas, urticária e, mais raramente, queda de pressão, sensação de dor abdominal e perda de ar, que podem se manifestar imediatamente após a ingestão.

O diagnóstico é feito por meio de exames, entre eles os testes de tolerância à lactose e do PH das fezes. Já o tratamento deve ter acompanhamento médico e, em muitos casos, é necessária a diminuição ou remoção dos alimentos que contém lactose. O consumo de alimentos com lactose pode ser vetado totalmente, para que o organismo comece a produzir a lactase. “Após um período sem consumir a substância, é aconselhado reintroduzir os alimentos derivados do leite para controlar a intolerância, porém o tratamento é realizado de acordo com o grau de cada paciente”, conclui. O essencial é que a pessoa vá ao médico e entenda seu caso, para não correr riscos de ficar com deficiência de determinado alimento sem a real necessidade.

Imagem Corporativa
Fonte Imagem Corporativa 17/03/2013 ás 22h

Compartilhe

Páscoa sem chocolate?