Parques temáticos têm faturamento anual de R$ 1,5 bilhão

Fonte Ministério do Turismo 02/09/2014 às 10h
Com visitação anual de 12 milhões de pessoas e faturamento de cerca de R$ 1,5 bilhão, os parques temáticos brasileiros têm um grande potencial de crescimento. E, por conta de sua evidência atual, o Ministério do Turismo tem elaborado estudos e planos de ação que visam propor estratégias para tornar os parque mais competitivos no cenário global.

Atualmente, 18 empreendimentos fazem parte do Sistema Integrado de Parques e Atrações Turísticas do Brasil (Sindepat), que, segundo a Lei Geral do Turismo, o classifica como empreendimentos permanentes voltados ao turismo. Entre eles estão o Beach Park (CE), o Beto Carrero (SC), o Hopi Hari (SP), o Hot Park (GO) e o Wet`n Wild (SP); além das atrações turísticas como o trem do Corcovado e o Pão de Açúcar (RJ), o Parque Nacional das Cataratas do Iguaçu, a Usina de Itaipu (PR) e o Parque Unipraias (SC).

Segundo a Associação de Entretenimentos Temáticos, que analisa o setor de parques no mundo, houve um crescimento global geral de 5,4%, com destaque para os parques asiáticos, que tiveram taxas de até 7,5% em média, e das Américas, entre 4% a 5%. O parque Magic Kingdom, de Walt Disney World, na Flórida, é o campeão de visitações, com 18,5 milhões de pessoas no ano passado.

"Por conta da dificuldade de financiamento, de operação e de aquisição de equipamentos, nosso custo operacional é muito alto. Este segmento ainda não se desenvolveu como poderia em relação a outros países do mundo", disse o presidente do Sindepat, Alain Baldacci.

Em 2013, o Sindepat e a Embratur lançaram um catálogo bilíngue com as principais informações sobre os parques temáticos e atração turísticas brasileiras, com o objetivo de divulgar as atrações aos turistas estrangeiros.


Ministério do Turismo
Fonte Ministério do Turismo 02/09/2014 ás 10h

Compartilhe

Parques temáticos têm faturamento anual de R$ 1,5 bilhão