Para o Chile, as relações políticas e econômicas com o Brasil são fundamentais

Fonte Ansa Flash. 01/02/2010 às 11h

O Chile é atualmente o país latino-americano que mais recebe investimentos do Brasil. Só em 2008, foram investidos cerca de US$ 9 bilhões. Em geral, os chilenos compram dos brasileiros petróleo, automóveis, ônibus e aparelhos celulares. O Brasil investiu aproximadamente US$ 2 bilhões no Chile. Dos chilenos, os brasileiros compram cobre, salmão, frutas e vinho.

As relações políticas entre os dois países são históricas. Desde o século 19, ainda nos tempos do imperador Pedro II, Brasil e Chile intensificavam suas parcerias. O Brasil é o principal parceiro econômico do Chile na América Latina e exerce o papel fundamental de interlocutor com os argentinos e peruanos, uma vez que os chilenos têm divergências históricas com esses dois povos.

Com os argentinos e peruanos, os chilenos mantêm uma disputa territorial. Recentemente, os peruanos acusaram o governo do Chile de manter um espião em seu país. O debate se estende e o tema é considerado um dos mais delicados da diplomacia chilena. O Brasil acompanha a discussão sem interferir.

Internamente, o futuro presidente Sebastián Piñera elegeu como desafios reduzir a pobreza no país até 2014, melhorar os sistemas públicos de saúde e educação, além de combater a violência e a delinquência, temas que predominaram na campanha. Mas o que acabou levando à vitória foi a promessa de implementar um governo de mudança e renovação.


 

Ansa Flash.
Fonte Ansa Flash. 01/02/2010 ás 11h

Compartilhe

Para o Chile, as relações políticas e econômicas com o Brasil são fundamentais