Para comunicar e servir

Fonte Secretaria de Comunicação da UnB 19/08/2014 às 20h
Matérias publicadas pela Secretaria de Comunicação ganham repercussão. Pautas encaminhadas com antecedência facilitam cobertura.

Compartilhar conhecimento é uma das missões institucionais da Universidade de Brasília. Esse também é o papel da Secretaria de Comunicação (Secom/UnB). Entre outras atribuições, a unidade é responsável pela produção do conteúdo informativo do portal da universidade e pelo serviço de assessoria de imprensa. Apenas no primeiro semestre desde ano, cerca de 550 textos foram publicados e aproximadamente 2,7 mil pedidos de entrevistas foram recebidos pelos profissionais da secretaria.

“A divulgação na Secom foi fundamental para o alcance social do nosso trabalho”, afirma o professor Wilson Veneziano, do Departamento de Ciência da Computação. Coordenador de projetos voltados para o desenvolvimento de softwares que auxiliam o ensino de pessoas com deficiência intelectual, ele avalia como “muito positivas” as publicações “realizadas de maneira respeitosa à causa”.

Wilson Veneziano relata que diversos veículos de comunicação o procuraram após as primeiras matérias produzidas pelos jornalistas da UnB. “Demos entrevistas para muitas emissoras de TV, rádio, internet e jornais”, diz. “As matérias publicadas no site da universidade acabam servindo como vitrine para a mídia”.

Quem também demonstra satisfação pelo alcance de suas pesquisas é o professor Floriano Pastore Júnior, do Instituto de Química. “A participação e o empenho da Secom foram excelentes. O trabalho realizado ajuda a comunicar nossa produção acadêmica interna e externamente”, avalia. Pastore coordena a pesquisa que desenvolveu uma nova técnica de emborrachamento de tecidos.

Em julho, a equipe da Secom acompanhou a apresentação do trabalho em uma comunidade ribeirinha do Pará. “Fizemos uma viagem muito proveitosa. As matérias repercutiram também naquela região. Isso nos abre portas para novas parcerias em nossos projetos”, diz.

Repercussão foi o que não faltou para as atividades de treinamento no Centro de Excelência em Saltos Ornamentais, inaugurado no início do ano. “Perdi a conta de quantas entrevistas demos. Nosso contato inicial para a comunicação é sempre com a Secom”, conta Gabriel Serra, um dos colaboradores do centro e ex-aluno da universidade.

Professor do Instituto de Artes, Marcelo Mari relata que textos publicados no portal da UnB foram importantes para trabalho sobre resgate histórico do mobiliário da instituição. “Recebemos inúmeras contatos para colaboração”, diz.

ENVIO DE PAUTAS - Essas coberturas bem-sucedidas têm em comum o planejamento. As sugestões de pauta foram encaminhadas com antecedência, o que possibilitou organizar a agenda do setor. “Temos uma equipe bastante reduzida. Planejar é essencial para conseguirmos atender às demadas”, diz o secretário de Comunicação da UnB, Luiz Fernando Molina.

A Secom conta com três repórteres e uma estagiária para acompanhar os principais acontecimentos da universidade. Os pedidos de cobertura devem ser encaminhados com antecedência mínima de cinco dias úteis. Veja como sugerir uma pauta.

“Precisamos que a comunidade compreenda que a atuação da Secom tem restrições. Não conseguimos acompanhar tudo que acontece em uma comunidade acadêmica de mais de 50 mil pessoas. É importante que as unidades acadêmicas e administrativas também tenham canais próprios de comunicação e que atuem em parceria com a Secretaria de Comunicação”, avalia Molina. Saiba mais sobre a Secom.


Secretaria de Comunicação da UnB
Fonte Secretaria de Comunicação da UnB 19/08/2014 ás 20h

Compartilhe

Para comunicar e servir