Papa destaca avanços nas relações entre os cristãos

Fonte Ansa Flash. 20/01/2010 às 10h

O papa Bento XVI ressaltou na audiência geral desta manhã, no Vaticano, o progresso nas relações entre a Igreja Católica e as outras confissões cristãs, ao mesmo tempo em que pediu que os esforços sejam mantidos. 

Segundo o Pontífice, este avanço -- constatado "nos últimos 50 anos e de modo especial, em 2009" -- se deve apenas em parte à responsabilidade humana, que pode levar à humanidade e à disponibilidade. É preciso se considerar ainda as ações divinas, porque uma "Igreja ´autocriada´ seria humana, enquanto nós desejamos uma Igreja feita por Deus".

"O comum empenho de manter as relações e o diálogo constituem um sinal positivo que manifesta o intenso desejo de unidade, não obstante os tantos problemas que se opõem [a isso]", continuou o Papa, que exortou a preservação da oração e dos esforços para se atingir os objetivos comuns.

"Devemos saber que o trabalho ecumênico não é um processo linear e que, enquanto os velhos problemas perdem peso, surgem novos problemas e dificuldades. Temos que estar prontos para um processo de purificação, no qual o Senhor nos torne capazes de ser humildes", explicou.

Entre os exemplos apontados por Bento XVI estão os progressos da comissão teológica com os ortodoxos, o 10º aniversário da Declaração Conjunta Católico-Luterana sobre a Doutrina da Justificação e a decisão da Igreja de acolher um grupo de anglicanos tradicionalistas.

O Pontífice fez sua pregação em ocasião da Semana da Oração pela Unidade dos Cristãos, iniciada na última segunda-feira em todo o mundo. Neste ano, o lema das preces é "Vós sois testemunhas de tudo isto", tirado do capítulo 24 do Evangelho de Lucas, que é o ponto central da celebração.

 

 

Ansa Flash.
Fonte Ansa Flash. 20/01/2010 ás 10h

Compartilhe

Papa destaca avanços nas relações entre os cristãos