Palestra abordará mudanças climáticas no Semiárido

Fonte Instituto Nacional do Semiárido 05/09/2014 às 9h
O Programa Semiárido em Foco da próxima sexta-feira (5) terá como tema “Agroecologia e resiliência sócio-ecológica às mudanças climáticas no Semiárido do estado da Bahia”. O evento acontecerá às 14h, no auditório da sede do Instituto Nacional do Semiárido (Insa), unidade de Pesquisa do Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação (MCTI) em Campina Grande (PB).

A apresentação fica por conta de Marina Souza, engenheira agrônoma pela Universidade de São Paulo (USP) e mestre em Agroecologia e Desenvolvimento Rural pela Universidade Federal de São Carlos e Embrapa Meio Ambiente.

A engenheira apresentará a metodologia aplicada por ela na pesquisa realizada no sertão da Bahia e discutirá a prática da agroecologia nas propriedades familiares como ferramenta de adaptação às possíveis alterações no clima no Semiárido brasileiro. Serão abordados os temas de captação de água de chuva, uso de sementes resistentes, diversidade de culturas agrícolas e de criação de animais, organização social e sistemas de produção.

A pesquisadora explica que resiliência sócio-ecológica é a capacidade que os habitantes de determinada região encontram para se adaptarem às mudanças climáticas provocadas pelo aquecimento global. Nos próximos anos, segundo estimativas dos climatologistas, o Semiárido brasileiro corre o risco de se tornar mais seco e quente.

Segundo levantamento realizado por pesquisadores do Insa, com base em dados fornecidos pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), em 2014 a população da região semiárida ultrapassou a marca de 23.5 milhões de habitantes e por se tratar de uma área densamente povoada, caso as mudanças climáticas sejam confirmadas, nas próximas décadas será necessário um esforço de adaptação a essa nova realidade climática.

Instituto Nacional do Semiárido
Fonte Instituto Nacional do Semiárido 05/09/2014 ás 9h

Compartilhe

Palestra abordará mudanças climáticas no Semiárido