Opositor chileno prevê ´triunfo histórico´ nas eleições de domingo

Fonte Ansa Flash. 15/01/2010 às 14h

O candidato opositor à presidência do Chile, Sebastián Piñera, favorito segundo as pesquisas, afirmou hoje que no domingo poderá ter um "triunfo histórico".

Candidato mais votado no primeiro turno, realizado em dezembro, quando obteve 44% do total das preferências, Piñera disse esperar uma apuração "limpa e transparente". Além disso, demonstrou confiança em uma vitória "forte e clara", obtendo um triunfo histórico.

O empresário de 60 anos, um dos homens mais ricos do país, também reiterou que, se for eleito, venderá todas as participações que tem em algumas companhias, como a empresa aérea LAN.

Questionado sobre um pedido do governo brasileiro para que fosse sancionada a filial de cargas da LAN no país, acusada de articular um aumento de tarifas junto a outros grupos, Piñera respondeu apenas que "há muito tempo está totalmente desligado" da administração da empresa.

"Peço que essa pergunta seja transmitida ao pessoal da LAN", disse. "Mas li que, da parte da LAN, foram tomadas todas as medidas para evitar erros dessa natureza no futuro."

Piñera, membro da conservadora Coalizão pela Mudança, classificou como "uma estupidez e parte de uma campanha que falta com a verdade" as acusações de que ele não conseguirá, na presidência, conciliar os interesses do governo e de suas empresas. Além da LAN, ele é dono do canal de TV Chilevisión e tem uma participação no clube de futebol Colo Colo.

"Antes de 11 de março [dia da posse], vou vender algumas empresas para poder me dedicar àquela que é a vocação da minha vida, que é ser um presidente muito bom", afirmou.

"Prometi vender algumas empresas, como a LAN, para poder me dedicar de corpo e alma à [tarefa de] ser presidente e trabalhar por todos os chilenos sem nenhuma distração", disse.

Sobre a campanha de seu adversário, o governista Eduardo Frei, que já foi presidente entre 1994 e 2000, Piñera disse que houve uma intervenção "abusiva do governo" para apoiá-la.

"É abusivo o que fez o governo. Uso e abuso dos recursos, das instituições e dos funcionários públicos", ressaltou. Embora seja o favorito à vitória, Piñera viu sua vantagem diminuir drasticamente nos últimos dias.

De acordo com uma pesquisa divulgada pela Consultoria Mori, ele receberia hoje 50,9% dos votos, mas seria seguido de muito perto por Frei, com 49,1%.

Ansa Flash.
Fonte Ansa Flash. 15/01/2010 ás 14h

Compartilhe

Opositor chileno prevê ´triunfo histórico´ nas eleições de domingo