O figurino de um casamento

Fonte RZT Comunicação 22/01/2010 às 9h

Os preparativos são tantos e os gastos também! Eles já começam meses antes da data marcada para que tudo saia maravilhoso.

Alguns noivos recorrem a uma assessoria especializada, o que é muito bom!

O altar deve estar impecável com os padrinhos e madrinhas vestidos de acordo com o horário, local, igreja e perfil dos noivos.

Para padrinhos, na parte da manhã, o “costume” pode ser de cores mais claras como o caqui, risca-de-giz e grafite, pois o horário indica uma cerimônia mais informal. Para a parte da tarde e final de tarde as regras são as mesmas.

À noite, quanto mais tarde for realizada a cerimônia, mais “chic” ela é. Aí, com certeza, os padrinhos devem usar:

- Meio–fraque: super tradicional;
- Fraque: se o casamento for de alto luxo;
- Smoking: atualmente moderno - para aqueles casais que gostam de inovar.

As madrinhas fazem a “festa” do altar. De manhã e à tarde podem ser usados modelos curtos, em comprimento chanel (minis são proibidos e decotes profundos também).

As cores podem ser variadas, mas em harmonia e, se houver acordo entre as madrinhas, elas podem usar chapéu.

O figurino do altar da cerimônia realizada à noite deve ser de alto luxo, principalmente se a cerimônia for realizada após as 20 h.

Aí os longos imperam, com modelos e acessórios muito bem cuidados. Tecidos nobres, cortes perfeitos, pedrarias e cristais são úteis e importantíssimos em um modelo de madrinha que vai compor este altar.

É importante que a noiva providencie uma pequena reunião entre as madrinhas para que elas se conheçam e combinem as cores que cada uma usará, para que não haja repetição entre elas.

Pode-se também formar um altar com tons sobre tons, sendo uma cor de cada lado.

Por exemplo:

- Madrinhas da noiva: tons de rosa;
- Madrinhas do noivo: tons de lilás.

Ou ainda com cores modernas da estação que no momento são:

- Tons de amarelo de um lado e tons de laranja do outro;
- Tons de verde e tons de azul.

O que precisa ficar claro é que padrinhos e madrinhas de um casamento são coadjuvantes do espetáculo, que é uma cerimônia de casamento cuja estrela, sem dúvida, é a noiva!

Existe uma observação a ser feita: não é porque o casamento não se realiza em uma igreja, com a noiva entrando deslumbrante pela nave, e sim em um espaço especial onde em seguida rola a festa, que essas regras do bem-vestir devem ser esquecidas.

Artigo: Maria Zeli é estilista, consultora de moda e diretora da Maison Maria Zeli


Maria Zeli

A renomada estilista Maria Zeli atende em sua maison homens e mulheres, oferecendo um trabalho baseado em elegância, estilo, glamour e sofisticação.

A consultora confecciona sob medida trajes femininos para noivas, madrinhas, daminhas, formandas, debutantes e convidadas, além de trajes masculinos para noivos, pagens, padrinhos, formandos e altos executivos.

Graças à qualidade de seus serviços, Maria Zeli é sempre acionada por celebridades que a procuram em busca de conselhos sobre moda, além de modelos para as festas badaladas de São Paulo.

Em seu ateliê localizado em Moema, região nobre da capital paulista, a estilista acompanha e supervisiona, pessoalmente, todos os modelos criados e confeccionados.

Ela também faz questão de estar sempre à disposição de seus clientes, oferecendo um atendimento diferenciado e personalizado.

RZT Comunicação
Fonte RZT Comunicação 22/01/2010 ás 9h

Compartilhe

O figurino de um casamento