Nível do rio Negro segue em queda

Fonte Ascom/ANA 06/06/2012 às 23h
Assim como vem ocorrendo desde 2 de junho, o nível do rio Negro voltou a descer em Manaus. Nesta quarta-feira, dia 6, a cota do curso d’água caiu 3cm e chegou a 29,89m, acumulando uma redução de 8cm nos cinco últimos dias. Desde 1902, este é o maior nível já registrado num dia 6 de junho na capital amazonense. Neste ano, desde a primeira quinzena de março, o Negro vem atingindo as maiores cotas diárias já registradas desde o início do século XX.
Antes da cheia de 2012, o recorde anterior do rio tinha acontecido em 2009, quando chegou a 29,77m – marca superada em 1cm no dia 16 de maio deste ano. O Serviço Geológico do Brasil (CPRM) estima que o pico da cheia, que ocorre geralmente em junho, chegue – no máximo – a 30,27m.
A Agência Nacional de Águas (ANA), por meio de sua Sala de Situação, acompanha as tendências hidrológicas dos principais rios e reservatórios nacionais, desenvolvendo ações de prevenção que permitem identificar possíveis ocorrências de eventos críticos e adotar antecipadamente medidas mitigadoras de seus impactos. Para isso, a instituição trabalha em articulação com instituições parceiras, como é o caso do CPRM.
Mais informações sobre o Negro em Manaus e sobre outras estações fluviométricas podem ser obtidas em www.ana.gov.br/telemetria e na Sala de Situação.
Ascom/ANA
Fonte Ascom/ANA 06/06/2012 ás 23h

Compartilhe

Nível do rio Negro segue em queda