Mundial da Juventude: velejadores do Brasil tem quatro chances de medalhas na Irlanda

Fonte ZDL Comunicação 18/07/2012 às 19h

Garotada compete em Dublin e pode ampliar coleção de medalhas no campeonato. Restam mais três regatas para o final

São Paulo (SP) - Os representantes brasileiros no Mundial da Juventude da ISAF, que está sendo disputado em Dublin na Irlanda, estão entres os primeiros colocados em quatro classes (420, Laser Radial, RS:X e SL16). Os atletas de até 19 anos já correram nove regatas ao todo e restam mais três, que serão disputadas até a sexta-feira (20). A melhor média é a catarinense Maria Cristina Boabaid, que está em segundo lugar na classe Laser Radial, atrás apenas da sueca Julia Carlsson.

"Estou gostando muito do campeonato, sempre é uma ótima experiência competir com velejadores de todo mundo. Esse ano quero muito voltar com uma medalha pra casa, espero dar o meu melhor em todas as regatas restantes", revela a brasileira, que soma 67 pontos perdidos contra 51 da líder.

Na versão masculina da Laser, João Oliveira é apenas o 16º colocado com remotas chances de pódio. "O campeonato tem um nível muito alto e as condições muito difíceis com nuvens constantes e vento muito rondado. As largadas são muito difíceis e esta complicado conseguir um bom posicionamento. Pretendo andar entre os 10 nas próximas regatas, torcendo para termos ventos fortes, pois esta é a minha condição favorita", relata o garoto.

No 420 masculino, após nove regatas e um descarte, Ricardo Paranhos/Patrick Essle estão em quarto com 66 pontos perdidos e podem ganhar medalha. "Começamos o campeonato mal, pois não acertávamos os contraventos. Mas com o tempo estamos assimilando a raia e daqui para frente a tendência é melhorar. Nosso objetivo é terminar o evento no top 5", conta Ricardo Paranhos. Na mesma categoria, só que no feminino, a dupla Viviam Alencastro/Marcela Moura está em 17º com 113 pontos perdidos .

Na SL16, os atuais campeões da Juventude Martin Low e Kim Vidal ocupam a quarta colocação com 30 pontos perdidos. Com início irregular, a dupla se recuperou e fez segundo lugar nas últimas três regatas. "O campeonato esta muito difícil, pois todas as equipes estão muito treinadas, mas acho que dá para melhorar e vamos trabalhar firme para isso", diz Kim Vidal.

Na RS:X, Yago Carvalho está em 8º com 52 pontos perdidos. Mesmo assim, o brasileiro pode alcançar a zona de medalha, já que o terceiro na tabela, Michael Cheng, de Hong Kong, tem 49 pontos perdidos. Na versão feminina, Wendy Soares ocupa a 21ª colocada com 160 pontos perdidos.

Na 29er, os brasileiros Antônio Aranha e Phillip Essle estão em 22º com 152 pontos perdidos. "O campeonato é muito legal e estamos aqui para ganhar experiência, pois este é um dos primeiros eventos internacionais que estamos participando e estamos leves, o que dificulta bastante", explica Aranha.

As medalhas do Mundial da Juventude da ISAF:
Ouro - Robert Scheidt - Laser - 1991 - Largs (Escócia)
Ouro - Ricardo Winicki - Mistral - 1997 - Fukuoka (Japão)
Ouro - Ricardo Winicki - Mistral - 1998 - Cidade do Cabo (África do Sul)
Ouro - Martine Grael/Kahena Kunze - 420 - 2009 - Búzios (Brasil)
Ouro - Martin Lowy /Kim Vidal - SL16 - 2011 - Zadar (Croácia)

Prata - Rodrigo Amado /Leonardo Santos - Laser II - 1994 - Marathon (Grécia) -
Prata - Bruno Vilela Frey/ Ricieri Vidal Marchi - Hobie Cat 16Spin, Open - 2006 - Weymouth (Inglaterra)

Bronze - Andre Cahu /Victor de Azevedo Costa - HobieCat 16- 1998 - Cidade do Cabo (África do Sul)
Bronze - Mariana Basilio/Gabriela Biekarck - 420 - 2005 - Busan (Coréia do Sul)
Bronze - Marcos Adler/Bruno Leal Faria - 420 - 2006 - Weymouth(Inglaterra)
Bronze - Patricia Freitas - RS:X - 2008 - Aarhus (Dinamarca)
Bronze - Jorge Renato Amaral - RS:X - 2009 - Búzios (Brasil)

A Confederação Brasileira de Vela e Motor tem o patrocínio do Bradesco por meio da Lei de Incentivo ao Esporte do Governo Federal, e apoio do Comitê Olímpico Brasileiro (COB) e Travel Ace.

Sobre o Bradesco:
O Bradesco é um dos bancos líderes do setor financeiro no Brasil. Fundado em 1943, cresceu e evoluiu acompanhando as tendências e os ciclos econômicos do País. Dispõe de uma ampla rede de atendimento, com mais de 47,7 mil pontos em todo o Brasil. O atendimento aos clientes está segmentado por áreas de especialização, de acordo com o perfil de cada cliente. Seu modelo administrativo preserva o compromisso com as boas práticas de governança corporativa, proporcionando uma política de dividendos que oferece retorno atraente aos seus acionistas e o reconhecimento de sua atuação nas questõessocioambientais. É ainda um dos maiores empregadores da categoria no País. O Grupo Bradesco de Seguros e Previdência é líder no mercado de seguros, previdência e capitalização, entre os conglomerados que atuam no setor na América Latina.

Mais informações no site www.cbvm.org.br
e pelo facebook da Confederação Brasileira de Vela e Motor

Flávio Perez - Mtb.: 45562
E-mail: [email protected]
Tel: 55 11 7803-5831 Nextel 86*87510
Siga a ZDL no twitter:twitter.com/ZDLcomunica
e no facebook ZDL Comunicação

ZDL Comunicação
Fonte ZDL Comunicação 18/07/2012 ás 19h

Compartilhe

Mundial da Juventude: velejadores do Brasil tem quatro chances de medalhas na Irlanda