Ministra italiana fica presa em meio a manifestantes em Copenhague

Fonte Agência Brasil. 16/12/2009 às 12h

A ministra italiana do Meio Ambiente, Stefania Prestigiacomo, foi impedida de entrar na Conferência das Nações Unidas sobre Mudança Climática (COP 15) devido às manifestações que ocorreram nas proximidades do local do evento, em Copenhague.

Durante a manhã de hoje, Prestigiacomo ficou por cerca de uma hora no meio da multidão, sem conseguir passar pelos homens que faziam a segurança.

Apesar de órgãos institucionais e policiais terem sido avisados sobre a condição da ministra, ninguém se manifestou. Ela anunciou que apresentará um protesto formal sobre o caso.

A confusão frente ao Bella Center, a sede da COP 15, começou quando um grupo de ambientalistas marchou em direção ao prédio e tentou furar as barreiras de proteção. Os agentes de segurança entraram em confronto com os manifestantes e 250 pessoas foram presas.

Entre os detidos está um italiano, porta-voz do movimento Climate Justice Action em seu país. Ele foi preso quando conduzia um grupo de jovens vestidos de negro, no final do cortejo de manifestantes. Ontem, outro italiano, Luca Tornatore, foi recolhido pela polícia.

Os agentes também bloquearam 1.200 manifestantes na estrada que leva do Bella Center ao centro de Copenhague. A situação já se normalizou, e muitos dos ambientalistas cantam e dançam.

Agência Brasil.
Fonte Agência Brasil. 16/12/2009 ás 12h

Compartilhe

Ministra italiana fica presa em meio a manifestantes em Copenhague