México: Familiares de oficial que participou de operação contra traficante são assassinados

Fonte Ânsa Flash. 22/12/2009 às 17h

Quatro familiares do oficial da Marinha mexicana Melquisedec Angulo, falecido na semana passada na operação que resultou na morte de Arturo Beltrán Leyva, chefe de um dos maiores cartéis da droga do país, foram assassinados nesta madrugada.

Os responsáveis pelo crime, que ainda não foram identificados pela polícia, invadiram a comunidade camponesa de Quintín Arauz, no estado de Tabasco, onde viviam as quatro vítimas. Outras duas pessoas ficaram feridas.

Entre as pessoas assassinadas está a mãe do oficial, Terceiro Mestre das Forças Especiais da Marinha, Irma Córdova Palma.

Ontem, o presidente Felipe Calderón definiu a operação da Marinha, realizada na última quarta-feira em Cuernavaca, a 70 quilômetros da capital Cidade do México, como resultado de "um meticuloso trabalho de inteligência".

Após a morte de Beltrán Leyva, chamado de "chefe dos chefes" e um dos maiores líderes do narcotráfico no México, foram descobertas redes que davam cobertura ao criminoso, em um esquema do qual participavam policiais.

Autoridades também esperam o possível início de uma "guerra" entre facções para decidir quem assumirá seu posto.

Desde 2006, Calderón leva adiante um projeto para confrontar abertamente os cartéis que controlam o tráfico de drogas no país. Neste período, estima-se que mais de 15 mil pessoas tenham perdido a vida. Os locais mais violentos estão na fronteira com os Estados Unidos, principal destino dos entorpecentes.

Ânsa Flash.
Fonte Ânsa Flash. 22/12/2009 ás 17h

Compartilhe

México: Familiares de oficial que participou de operação contra traficante são assassinados