MDS assina parcerias para levar água a mais de 232 mil pessoas no Semiárido

Fonte Ascom - MDS 06/06/2012 às 18h
A ministra do Desenvolvimento Social e Combate à Fome, Tereza Campello, assinará nesta quarta-feira (6), no município de São Caetano, no agreste pernambucano, dois termos de parceria para a construção de 33,4 mil cisternas e para atendimento a 7,63 mil famílias com tecnologias de captação e armazenamento de água para produção rural no Semiárido. As parcerias serão firmadas com a Articulação no Semiárido Brasileiro (ASA), vencedora dos dois editais lançados pelo Ministério do Desenvolvimento Social e Combate à Fome (MDS). O investimento total será de R$ 138,3 milhões.

O acesso à água para consumo e produção é uma das ações prioritárias do Plano Brasil Sem Miséria no meio rural. A meta é atender 750 mil famílias rurais com cisternas para consumo até 2013, e ampliar para 600 mil famílias o acesso a água para produção e criação de animais, por meio de cisternas, sistemas simplificados, sistemas de irrigação para pequenas propriedades e recuperação de poços artesianos. Em um ano, o Brasil Sem Miséria já entregou 111 mil cisternas na região do Semiárido, contra média anual de 47 mil entre 2003 e 2010.

Um dos termos de parceria que serão assinados em São Caetano prevê a construção de 33,4 mil cisternas de placas, com capacidade para 16 mil litros de água para consumo. Elas representam investimento de R$ 68,7 milhões. A cisterna de placas – construída com placas de cimento pré-moldadas – é um tipo de reservatório que permite captar e armazenar água da chuva a partir do escoamento no telhado da casa, através de calhas de zinco ou PVC. Ela protege a água armazenada da evaporação e da contaminação por animais e dejetos levados pelas enxurradas. A água pode ser usada para beber e cozinhar.

O segundo termo de parceria levará a 7,63 mil famílias tecnologias de acesso à água para produção de alimentos e criação de animais. Entre elas estão barragens subterrâneas, cisterna-calçadão, cisterna de enxurrada, tanque de pedra, barreiro trincheira e bomba d’água popular. O investimento será de R$ 69,6 milhões.

No total, 232 mil pessoas em 230 municípios serão atendidas, nos nove estados que integram o Semiárido Legal, do norte de Minas Gerais ao Piauí. O prazo de execução das duas parcerias é de sete meses.

A cerimônia de assinatura das parcerias será às 14h30. De manhã, a ministra Tereza Campello visitará a propriedade de Ivanilda Maria da Silva Torres, agricultora beneficiada com duas cisternas – uma, de 16 mil litros, para consumo, e outra, de 52 mil litros, para produção. Além de conhecer a experiência de produção local com cisternas, a ministra vai conversar com as lideranças da região.

Ascom - MDS
Fonte Ascom - MDS 06/06/2012 ás 18h

Compartilhe

MDS assina parcerias para levar água a mais de 232 mil pessoas no Semiárido