Maria Suelen é prata e Rafael Silva leva o bronze na Rússia

Fonte Brasil 2016* 30/08/2014 às 20h
Com quatro medalhas, Brasil termina em terceiro lugar no quadro geral. David Moura também disputou o bronze, mas foi derrotado pelo russo Renat Saidov

Depois do ouro de Mayra Aguiar (78kg) e do bronze de Érika Miranda (52kg), neste sábado (30.08) foi a vez de Rafael Silva (+100kg) e Maria Suelen Altheman (+78kg) subirem ao pódio do Mundial de Judô. Com as quatro medalhas, o Brasil encerra a competição individual na Rússia como o terceiro colocado no quadro geral, atrás do líder Japão e da França, em segundo.



Maria Suelen estreou contra a vice-campeã mundial Larisa Ceric, da Bósnia, e conseguiu uma vitória por ippon com um minuto e 22 segundos de luta. A brasileira já mostrava inspiração e garra na busca por uma medalha. Em seguida, nas quartas de final, derrotou a alemã Franziska Konitz por imobilização. Na semifinal, foi a vez da japonesa Megumi Tachimoto, para quem Maria Suelen havia perdido três vezes em três confrontos. Ainda assim, a brasileira ignorou o tabu e conseguiu superar a rival por um shido (penalização), carimbando a vaga na decisão.

No entanto, na final, a judoca precisou enfrentar toda a força da campeã olímpica e mundial Ydalis Ortiz, de Cuba. Repetindo a decisão do Mundial de 2013, Maria Suelen foi novamente derrotada pela adversária e ficou com a medalha de prata. A brasileira levou um ippon com um minuto e onze segundos de luta e ainda caiu de mal jeito em cima do joelho direito.

Com o Brasil já garantido no pódio feminino, foi a vez de Rafael Silva e David Moura buscaram a medalha de bronze no peso-pesado. Rafael, o Baby, havia derrotado o alemão Andre Breitbarth na estreia, com duas punições para o adversário, e o egípcio Islam El Shehaby, que sofreu três penalizações, nas oitavas de final. Nas quartas de final, diante do lituano Marius Paskevicius, o brasileiro superou o yuko que levava de desvantagem e, aos 40 segundos para o fim do combate, conseguiu um wazari e a classificação para a semifinal.

O encontro seguinte, no entanto, não seria fácil para Rafael. Diante do hexacampeão mundial Teddy Rinner, da França, o brasileiro acabou derrotado por estrangulamento. Já na disputa pelo bronze, Baby derrotou o holandês Roy Meyer, que havia sido superado anteriormente pelo também brasileiro David Moura e foi punido por falso ataque. A categoria foi vencida por Teddy Rinner, que chegou ao sétimo título mundial e segue sem perder uma luta desde 2010.

Outro representante brasileiro entre os peso-pesados, David Moura estreou na Rússia contra o ucraniano Stanislav Bodarenko. A luta durou apenas 17 segundos, quando David conseguiu um ippon e avançou para as oitavas de final. Diante do mongol Temuulen Battulga, o brasileiro começou com a grande desvantagem de um wazari. Ainda assim, conseguiu reverter a luta a seu favor em um momento de descuido do adversário e venceu por imobilização.



Nas quartas de final, mais uma vitória para David Moura, desta vez diante do holandês Roy Meyer, que recebeu uma punição após uma luta bastante equilibrada. Já na semifinal, o brasileiro foi mais uma vez derrotado pelo algoz japonês Ryu Shichinohe, o mesmo que o havia superado na final do Grand Slam de Paris deste ano. David chegou a liderar a luta com um wazari de vantagem, mas logo o japonês empatou a briga e ainda com o benefício de o brasileiro ter uma punição. Em seguida, em um contra-golpe, David Moura acabou sofrendo mais um wazari. Na disputa pelo bronze, o brasileiro não conseguiu se impor diante do russo Renat Saidov, muito mais alto do que ele. O brasileiro, estreante em mundiais, levou três punições antes de ser imobilizado até o ippon.

Outros brasileros em disputa neste sábado não conseguiram avançar na competição. Campeão mundial em 2007, o brasiliense Luciano Corrêa (100kg) caiu diante do tcheco Lukas Krpalek, número um do mundo, e foi eliminado da competição na segunda rodada. Antes, Luciano havia superado o búlgaro Daniel Dichev, que levou quatro punições. Já a pesada Rochele Nunes não passou da primeira luta, quando foi derrotada pela turca Gulsah Kocaturk por um yuko.

O Mundial de Chelyabinsk segue até amanhã (31.08), com a disputa por equips. A Seleção Brasileira feminina estreia contra a Polônia, enquanto a masculina enfrenta a França.

*Com informações da CBJ
Brasil 2016*
Fonte Brasil 2016* 30/08/2014 ás 20h

Compartilhe

Maria Suelen é prata e Rafael Silva leva o bronze na Rússia