Maria Suelen Altheman conquista mais um ouro para o Brasil no GS de Moscou

Fonte CBJ 21/07/2013 às 19h

Maria Suelen Altheman conquista mais um ouro para o Brasil no GS de Moscou

Mayra Aguiar sai com a prata; Luciano Corrêa fica com o bronze

O Brasil conquistou mais três medalhas neste domingo de competições no Grand Slam de Moscou; um ouro, uma prata e um bronze. Desta forma, a seleção brasileira sai como grande campeã geral, com dez medalhas ao todo, sendo três de ouro, quatro de prata e três de bronze, nesta que foi a última competição do circuito internacional antes do Mundial do Rio. O ouro ficou com Maria Suelen Altheman, que passou por todo o caminho com Ippons. Foi assim na estreia, contra a japonesa Nodoka Shiraishi; também no combate seguinte, contra a alemã Franziska Konitz; e, da mesma forma, na final contra outra japonesa, Kanae Yamabe. É o segundo título de Grand Slam seguido para a, agora, número um do mundo, após ter sido campeã também em Baku.

Na categoria até 78kg, Mayra Aguiar voltou conquistar um pódio numa grande competição internacional, como ela vem fazendo desde que espantou a lesão que sofreu no ano passado. Mayra fez uma campanha com três lutas muito duras: a ucraniana Maria Turks e a holandesa Marhinde Verkerk foram superadas pela brasileira líder do ranking mundial da categoria. Na decisão do ouro, Mayra voltou a encarar a número dois do mundo e sua principal adversária no âmbito internacional, a húngara Abigel Joo. Dessa vez, porém, após luta tensa, Mayra sofreu um Yuko a 16 segundos do fim e terminou a campanha com medalha de prata.

A outra medalha do dia foi de Luciano Corrêa, que esteve em dia inspirado, lembrando aquele atleta campeão mundial em 2007. Começou aplicando Ippon para cima do ucraniano Dmytro Luchin; na sequência, encarou o cabeça de chave número um da competição, o azarbaijano Elkhan Mammadov, e novo Ippon; na semifinal, foi Luciano quem acabou não levando sorte e sofrendo Ippon aplicado pelo uzbeque Ramziddin Sayidov; mas, na luta pelo bronze, o brasileiro controlou e forçou o cazaque Maxim Rakov a sofrer quatro shidôs e, consequentemente, o Hansoku-make.

"Essa medalha é muito especial! Voltar a medalhar em um Grand Slam é satisfatório demais, ainda mais no inicio do ciclo, dando indícios de que o trabalho está sendo bem feito", disse Luciano.

Os outros brasileiros que lutaram neste domingo não chegaram ao Bloco Final. Mauro Moura (81kg) caiu logo em sua luta de estreia, ante ao checo Jaromir Jezek, por Ippon; Maria Portela (70kg) foi outra que não levou sorte em seu debute e sofreu Ippon para a japonesa Yuka Osumi; outra brasileira na categoria até 70kg, Bárbara Timo até começou com vitória sobre a israelense Lior Wildikan, por um Yuko, mas foi derrotada para a alemã Lauras Vargas Koch, por Ippon, e, na repescagem, vencia por um Yuko quando a britânica Sally Conway aplicou-lhe um Ippon; Eduardo Silva (90kg) começou com vitória por Yuko versus o quirguiz Chingiz Mamedov mas, na luta seguinte, acabou sendo batido pelo georgiano Zviad Gogotchuri; na categoria até 100kg, Renan Nunes caiu por Ippon em sua estreia, quando enfrentava o alemão Dimitri Peters; Rochele Nunes (+78kg) estreou na segunda rodada e acabou derrotada por Ippon pela finalista japonesa Kanae Yamabe e, na repescagem voltou a cair com as costas no tatame, agora, por Ippon aplicado pela britânica Sarah Adlington; entre os pesados masculinos, Rafael Silva começou vencendo o tajique Abubakr Rakhmanov por Ippon, mas perdeu nas duas lutas seguintes, para o georgiano Levani Matiashvili e o tunisiano Faicel Jaballah, ambas também por Ippon; e David Moura caiu logo na estreia para o alemão Robert Zimmerman, por Ippon.

A próxima parada é o Rio de Janeiro, na disputa do Mundial individual e por equipes, entre os dias 26 de agosto e primeiro de setembro.

Fotos:IJF Media by Zahonyi

CBJ
Fonte CBJ 21/07/2013 ás 19h

Compartilhe

Maria Suelen Altheman conquista mais um ouro para o Brasil no GS de Moscou