Mais nove países asseguram vaga olímpica na Classe Laser da vela

Fonte Rio 2016 11/07/2015 às 23h

Classificações foram definidas durante o Campeonato Mundial da categoria, disputado no Canadá. Argentina, Chile, Estônia, Hungria, Coreia do Sul, Montenegro, Peru, África do Sul e Espanha carimbaram o passaporte para os Jogos Rio 2016

 

presu_sailor_stefano_peschiera_facebook__capa.jpg

Stefano Peschiera conquistou para o Peru sua primeira vaga Olímpica por meio do processo competitivo. Foto: Facebook

Mais nove vagas na competição de vela dos Jogos Olímpicos Rio 2016 foram preenchidas ao final do Campeonato Mundial de Laser, na última quarta-feira (8). A Federação Internacional de Vela (ISAF) confirmou que Argentina, Chile, Estônia, Hungria, Coreia do Sul, Montenegro, Peru, África do Sul e Espanha garantiram seu lugar no torneio masculino dos próximos Jogos Olímpicos.

Um dos destaques da competição foi Stefano Peschiera, que conquistou para o Peru sua primeira vaga Olímpica por meio do processo competitivo (a participação do país em Jogos anteriores ocorreu por convite). Ainda assim, a presença de Peschiera no Rio não está confirmada, uma vez que o velejador conquista a classificação para o seu Comitê Olímpico Nacional, que tem a prerrogativa da decisão final sobre utilizar ou não a vaga e ainda qual atleta enviar aos Jogos.

Entre os 46 lugares disponíveis para a competição de laser no Rio 2016, os primeiros 23 foram definidos no Mundial de Vela de 2014, em Santander (Espanha); o Brasil tem uma vaga garantida como país-sede. No Mundial de Laser, ocorrido em Kingston (Canadá) entre os dias 2 e 8 de julho, obtiveram a vaga Olímpica os primeiros nove países ainda não classificados. No Canadá, após 13 regatas, o britânico Nick Thompson conquistou seu primeiro título mundial na classe laser, enquanto o alemão Philipp Buhl ficou em segundo lugar, e o australiano Tom Burton, em terceiro. Todos estes países já haviam obtido a vaga Olímpica no mundial de 2014.

Mais onze vagas serão preenchidas por meio de torneios continentais, e as restantes serão concedidas a dois países por convite do Comitê Olímpico Internacional. A ISAF está organizando pela primeira vez torneios de classificação continental, com o objetivo de estimular o desenvolvimento do esporte em todo o mundo e garantir maior diversidade entre os atletas nos Jogos Olímpicos.

Rio 2016
Fonte Rio 2016 11/07/2015 ás 23h

Compartilhe

Mais nove países asseguram vaga olímpica na Classe Laser da vela