Localizado na Colômbia cemitério clandestino que pode pertencer às Farc

Fonte Agência Brasil 06/06/2012 às 8h

Brasília - O Exército da Colômbia identificou ontem (5) à noite um cemitério clandestino no Sul do país, em Caquetá. Para o governo do presidente colombiano, Juan Manuel Santos, os corpos enterrados no local eram de vítimas das Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia (Farc). O general Alejandro Navas, que comandou a operação, disse que os corpos pertencem a guerrilheiros, soldados e civis.

Peritos do Ministério Público da Colômbia trabalham na região de Cartagena del Chairá, em Caquetá, na busca dos corpos e no encaminhamento para identificação. Para Alejandro Navas, é possível que no cemitério clandestino existam mais valas com restos mortais.

As Farc atuam na Colômbia desde os anos 1960, gerando um ambiente de disputa política e de espaço com o governo.Na sua divisão interna, a guerrilha mantém unidades em regiões estratégicas da Colômbia, montando blocos, frentes, colunas, companhias e pelotões.

A polêmica mais recente envolvendo as Farc foi a captura, por mais de 30 dias, do jornalista francês Roméo Langlois. O francês foi libertado sob cobrança das autoridades da França e da Colômbia.

*Com informações da agência pública de notícias de Portugal, Lusa/

Agência Brasil
Fonte Agência Brasil 06/06/2012 ás 8h

Compartilhe

Localizado na Colômbia cemitério clandestino que pode pertencer às Farc