Levantamento aponta que a impotência é o maior medo dos brasileiros

Fonte Fábio Saltiél 30/08/2014 às 11h
Segundo a SBU, 28% da população masculina têm receio de sofrer de impotência.


Recente estudo da Sociedade Brasileira de Urologia (SBU) avaliou, mediante amostragem, que o maior vilão para os homens está ligado à disfunção erétil. Os números são impressionantes: 28% têm medo da impotência, 25% do desemprego e 18% de assaltos. A pesquisa foi desenvolvida com 3,5 mil homens com idade superior aos 40 anos, em sete capitais.


Rio de Janeiro e Porto Alegre lideram o ranking


Nas duas capitais 56% dos homens consultados têm medo de sofrerem de impotência. Já na capital do País 28% pensam que a impotência é a pior coisa que pode vir a acontecer a um homem. Curioso: o mesmo percentual tem medo de ser traído.


Percentual também é representativo nas demais cidades pesquisadas


Enquanto os mineiros manifestam que o desemprego (48%) é pior que a impotência (23%), soteropolitanos e goianos tem maior medo da traição. Por outro lado, os paulistanos possuem maior preocupação em relação a assaltos (28%), com a traição e impotência alcançando 23% cada.


Especialista alerta para comportamento masculino


Para o especialista em Infertilidade e em Sexualidade Humana , médico Sérgio Iankowski, a disfunção erétil está relacionada ao comportamento do homem em não fazer consultas e exames preventivos. “Muitos homens, por machismo, não fazem exames periódicos”, assinala. Ponderação verificada na mesma pesquisa onde 51% dos homens consultados revelaram que não possuem o hábito de ir ao urologista ou cardiologista.


Demais problemas de saúde


O estudo também mostrou que os problemas de saúde que mais preocupam os homens são: câncer (20%), problemas de ereção (16%), infarto (14%) e derrame cerebral (10%). Um outro dado alarmante foi com relação à “barriguinha de chopp”. Ao todo, 59% não sabem qual a medida ideal para a circunferência abdominal e 55% não sabem qual a própria medida. Somente 8% dos entrevistados responderam corretamente que o ideal é entre 90 e 95 cm .


Questionados sobre os principais sintomas que indicam uma queda de testosterona, conhecido como andropausa, 83% dos homens não souberam responder. O problema é a principal causa da temida impotência sexual. Para evitar que isso aconteça, é necessário que aconteça uma reposição de hormônios, porém 48% dos homens não sabiam da terapia.

Fábio Saltiél
Fonte Fábio Saltiél 30/08/2014 ás 11h

Compartilhe

Levantamento aponta que a impotência é o maior medo dos brasileiros