Leilão de transmissão da Aneel tem deságio de 1,04%, considerado baixo

Fonte Agência Brasil 06/06/2012 às 17h

Brasília - O deságio médio do leilão de transmissão de energia realizado hoje (6) pela Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) ficou em 1,04%. O Lote D, arrematado pela Neoenergia S/A, apresentou o maior deságio, de 39,9%. O Lote F não teve interessados e três lotes arrematados não tiveram deságio - lance menor em relação ao teto estabelecido pela Aneel.

Apesar do deságio geral baixo, o presidente da Comissão Especial de Licitação, Márzio Ricardo Gonçalves, considerou que a agência cumpriu seu papel, já que cinco dos seis lotes foram arrematados.

O Lote D é composto pela Subestação Brumado 2, no estado da Bahia, e irá melhorar o suprimento de energia elétrica da região, além de garantir o atendimento ao mercado nos horizontes de curto, médio e longo prazos.

O Lote A foi arrematado Consórcio BAL (Eletrosul Centrais Elétricas e Companhia Estadual de Geração e Transmissão de Energia Elétrica) e irá atender a região do Rio Grande do Sul. Já os lotes B e C foram arrematados respectivamente pela Elecnor Transmissão de Energia S.A e Copel Geração e Transmissão. Esses dois lotes irão atender as regiões de Mato Grosso do Sul e Paraná.

Segundo a Aneel, os empreendimentos leiloados deverão demandar R$ 911 milhões em cinco estados, com geração de 4.649 empregos diretos. Os prazos de conclusão das obras variam de 18 a 24 meses e os contratos de concessão são de 30 anos.

Os vencedores do leilão foram os que apresentaram o menor valor para a Receita Anual Permitida (RAP), que é o quanto a transmissora terá direito pela prestação do serviço, a partir da entrada em operação comercial das instalações.

Agência Brasil
Fonte Agência Brasil 06/06/2012 ás 17h

Compartilhe

Leilão de transmissão da Aneel tem deságio de 1,04%, considerado baixo