Kiev anuncia ter sequestrado blindados russos

Fonte ANSA 21/08/2014 às 20h

Comboio de ajuda humanitárias russa começa a entrar na Ucrânia

21 Agosto, 12:54•MOSCOU E KIEV•ZAR

(ANSA) - O porta-voz do Conselho de Segurança da Ucrânia, Andrii Lisenko, declarou, nesta quinta-feira (21), que dois blindados russos foram sequestrados na região de Lugansk, na Criméia, que tem sido palco dos principais confrontos entre as tropas da Ucrânia contra as milícias pró-Rússia.

Segundo o porta-voz, documentos encontrados nos blindados comprovam que os veículos de combate pertencem ao exército russo, mais precisamente à companhia de paraquedistas da divisão de Pskov.

A Rússia nega a informação vinda de Kiev. Segundo o porta-voz do governo de Vladmir Putin, Igor Konashenkov, a notícia "é falsa e mostra a grave dificuldade da Ucrânia em promover o plano de paz na região." O representante do governo afirmou que os blindados modelo Bmd-2 sequestrados pertencem a Ucrânia e os documentos encontrados, antigos.


Caso seja confirmado o sequestro dos blindados russos, será comprovada a participação do país no apoio das milícias separatistas, acusação que vem sendo feita pela Ucrânia e pela União Europeia.

Comboio russo - Poderá chegar a Kiev nas próximas horas, o polêmico comboio de caminhões, com ajuda humanitária russa. O anúncio foi feito pelo chefe de operações da comissão internacional da Cruz Vermelha, Laurent Corbaz, entidade responsável por fazer a fiscalização dos 280 caminhões enviados pela Rússia ao país. A polícia da fronteira ucraniana já teria liberado a entrada dos quatro primeiros caminhões, carregados de alimentos e remédios.


Ministro pede demissão - O ministro do Desenvolvimento Econômico da Ucrânia, Pavlo Sheremeta, pediu demissão, nesta quinta-feira (21), informa a agência Interfax. A decisão foi tomada após as críticas de Sheremeta ao premier Arseni Iatseniuk, que julgou ineficiente a reforma econômica no país.


A demissão foi anunciada nesta quarta-feira (20), mas ainda precisa ser aceita pelo parlamento.


A recessão ucraniana dura dois anos. Segundo o Fundo Monetário Internacional (FMI), o país pode ter uma queda de 6,5% de seu Produto Interno Bruto (PIB), devido à guerra civil na região da Criméia. (ANSA)
ANSA
Fonte ANSA 21/08/2014 ás 20h

Compartilhe

Kiev anuncia ter sequestrado blindados russos