Júlio Cesar quebra recorde brasileiro e obtém índice olímpico e para o Mundial no dardo

Fonte Contrapé de Jornalismo 12/07/2015 às 23h

O atleta do Clube BM&FBOVESPA fez um lançamento de 83,67 m, no Torneio FPA, estabelecendo a nova marca nacional, que é a 17ª do ranking internacional da prova

São Caetano - O atleta Júlio Cesar Miranda de Oliveira, do Clube de Atletismo BM&FBOVESPA, voltou a quebrar o recorde brasileiro do lançamento do dardo com 83,67 m, no Torneio FPA, na Arena Caixa, em São Bernardo do Campo, São Paulo, neste sábado (11/7/2015). Com a marca, Júlio estabeleceu os índices para o Mundial de Pequim, na China, em agosto, que era de 82 metros, e para os Jogos Olímpicos do Rio, em 2016, fixado em 83 metros. Júlio superou o seu próprio recorde nacional em 2,45 m (era de 81,22, feito em junho) e a marca é a 17ª no ranking mundial.

"O Júlio Cesar fez a nova marca brasileira para o dardo - 83,67 m -, com índice para o Mundial e os Jogos Olímpicos!", informou o técnico João Paulo Alves da Cunha, também do Clube BM&FBOVESPA, feliz com o resultado. Na prova, Júlio Cesar lançou 76,38 m, 77,26 m, 79,15 m e 81,13 m, nas quatro primeiras tentativas. Queimou o quinto lançamento e estabeleceu o recorde brasileiro no sexto e último, com 83,67 m.

João Paulo, que trabalha com Júlio César desde a categoria menor, já havia comentando que o atleta estava perto do índice para ir ao Mundial de Pequim, em outubro, desde que bateu o recorde brasileiro pela primeira vez. "Motiva! Ficou mais possível de alcançar." 

Júlio César concordou. "Empolgou! Eu passei a enxergar que seria mais fácil e era nisso que estava focando, que eu estava mais perto", comentou o paranaense, de Paranavai, Júlio César. "Do ano passado para cá estou conseguindo lançar mais fácil, manter uma média mais alta no ano, uma regularidade na prova. Antes eu fazia uma prova boa por ano e depois já ia lá embaixo. Agora, estou conseguindo manter uma constância", acrescentou.

Júlio César ganhou destaque ainda bem jovem, quando foi campeão (com 81,16 m, recorde do campeonato) no Mundial de Menores de Sherbrooke (CAN), em 2003. Depois ganhou a medalha de bronze no Mundial Juvenil de Grosseto (ITA), em 2004. Como adulto, foi sete vezes campeão do Troféu Brasil e bateu o recorde brasileiro adulto da prova em 2009, com 80,05 m, no Rio. Demorou anos até que, em junho, melhorou sua própria marca no Sul-Americano de Lima, no Peru, com 81,22 m, antes dos 83,67 m, marca registrada neste fim de semana (11/7/2015).

Em Madri 

Ana Cláudia Lemos também competiu no sábado, mas na Espanha. No 33º Meeting Madrid, a velocista fez a marca de 11s15 na final dos 100 metros rasos, e ficou na quarta colocação. Na semifinal, correu em 11s23. No salto com vara, Augusto Dutra saltou 5,55 m e ficou em 6º lugar - dia 24 de julho, disputará a Diamond League de Londres.

O Clube de Atletismo BM&FBOVESPA, rumo aos Jogos Olímpicos do Rio, em 2016, tem parceria com Pão de Açúcar, CAIXA, Prefeitura de São Caetano e Nike.

Mais informações: www.clubedeatletismo.com.br e www.clubedeatletismo.org.br

Contrapé de Jornalismo
Fonte Contrapé de Jornalismo 12/07/2015 ás 23h

Compartilhe

Júlio Cesar quebra recorde brasileiro e obtém índice olímpico e para o Mundial no dardo