Jogos Verdes Indígenas investem em cuidados com o meio ambiente na Rio+20

Fonte Ascom – Ministério do Esporte 13/06/2012 às 11h

Jogos Verdes Indígenas investem em cuidados com o meio ambiente na Rio+20

Há apenas um dia da abertura oficial dos Jogos Verdes Indígenas na Rio+20, que acontece amanhã (14.06) às 17h, o Campus da Fiocruz Mata Atlântica sede da Aldeia Kari-Oca, em Jacarepaguá, no Rio de Janeiro, dá exemplo de sustentabilidade. Todo o material retirado do solo para construção dos alojamentos dos 400 indígenas brasileiros, participantes da conferência, não será descartado nem incinerado. O material será reaproveitado ecologicamente.

A remoção foi licenciada pela Secretaria Municipal de Ambiente e Cultura, a qual estabelece que, detritos como terra, lama, galhos, folhagens, restos de madeira e tocos de árvores serão transformados em adubo orgânico. A matéria-prima será reaproveitada e devolvida posteriormente ao local de origem, como uma alternativa de preservação ambiental.

De acordo com o coordenador-executivo do Campus da Fiocruz, Antunes Gilson da Cruz, a ação segue os princípios de sustentabilidade. Além do não descarte do material orgânico estão sendo adotadas outras medidas, de atenção e zelo com a natureza, durante a realização dos Jogos Verdes Indígenas. Todo o material utilizado no evento, segundo o gestor será transformado e reaproveitado.

Os copos com água mineral servidos aos povos representantes de 19 etnias nacionais terão destino certo ao longo dos oito dias de evento. “Serão recolhidos por uma empresa de coleta de lixo e encaminhados para a reciclagem”, informa Cruz.

Jogos de identidade cultural – Nome dado à participação indígena durante a Conferência Internacional de Sustentabilidade, A Kari-Oca apresenta um trabalho de desenvolvimento de vida nas comunidades indígenas. Além de discutir questões ambientais, a meta dos índios é demonstrar, de 12 a 22 de junho, seus esportes tradicionais como fonte de qualidade de vida e respeito aos valores humanos.

Durante o período dos Jogos Verdes Indígenas estão programadas competições em três modalidades esportivas: arco e flecha, arremesso de lança e cabo de força. Ao longo desse período também foram incluídas demonstrações de oito modalidades tradicionais - jãmparti, jawari, kagot,k, katukayawa, ronkrã, tihimore e xikunahaty - e quatro tipos de lutas corporais aipenkuit, huka-huka, iwo e idjassú.

Ascom – Ministério do Esporte
Fonte Ascom – Ministério do Esporte 13/06/2012 ás 11h

Compartilhe

Jogos Verdes Indígenas investem em cuidados com o meio ambiente na Rio+20