Jogadores não atendem a torcedores e time do Flamengo acaba vaiado em Brasília

Fonte Agência Brasil. 14/12/2009 às 17h

Os cerca de 150 torcedores do Flamengo que vieram acompanhar a visita do time ao presidente da República, Luiz Inácio Lula da Silva, no Centro Cultural Banco do Brasil, ficaram frustrados e acabaram vaiando os jogadores que não pararam para atendê-los.

Dos jogadores que conquistaram o Campeonato Brasileiro de 2009, apenas Adriano, artilheiro da competição, Ronaldo Angelim, autor do gol do título, o zagueiro Welington e o meio-campo Lenon vieram ao encontro com Lula. Também estiveram presentes o técnico Andrade, o atual presidente do Flamengo, Márcio Braga, e a presidente eleita, Patrícia Amorim.

Durante o encontro, que durou cerca de uma hora, os torcedores que compareceram à sede provisória do governo, fizeram festa e gritaram o nome do elenco. No entanto, como os jogadores não atenderam à torcida, o clima de comemoração foi esquecido e a torcida acabou criticando a postura dos jogadores.

No encontro, os jogadores do Flamengo e parte da comissão técnica da equipe ergueram a taça de campeão e entregaram duas camisas ao presidente. Uma, com o número 13 e a outra, com o número seis, em referência ao sexto título nacional do time. Em tom de brincadeira, Lula disse que era a mais nova contratação do Flamengo, porque as camisas tinham o seu nome.

Na saída, Ronaldo Angelim disse que tentou fazer o presidente vestir a camisa do time carioca, mas não teve sucesso. “Acho que o presidente é corintiano e não vestiu a nossa camisa”, brincou Angelim. O zagueiro disse ainda que espera renovar seu contrato com o Flamengo, que se encerra no fim do mês.
 

Agência Brasil.
Fonte Agência Brasil. 14/12/2009 ás 17h

Compartilhe

Jogadores não atendem a torcedores e time do Flamengo acaba vaiado em Brasília