Jardim Botânico reinaugura Museu do Meio Ambiente

Fonte Ascom - MMA 13/06/2012 às 21h
Após dois anos em reforma, espaço cultural fica à disposição da população do Rio de Janeiro a partir desta quinta-feira (14/06). No local foram investidos R$ 4,9 milhões

No dia do aniversário de 204 anos do Jardim Botânico do Rio de Janeiro, comemorado nesta quarta-feira (13/06), foi reaberto ao público o Museu do Meio Ambiente. Inaugurado em 2008 em comemoração ao bicentenário do Jardim Botânico, já passou por uma série de exposições temporárias. Em 2010, suspendeu suas atividades por dois anos para obras de adequação, reforma a ampliação. Agora, o espaço pode receber novas programações e exposições com padrões técnicos internacionais.

A solenidade aconteceu no início da tarde de quarta-feira (13/08) e contou com a presença da ministra do Meio Ambiente, Izabella Teixeira, do diretor do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) Guilherme Narciso do presidente do Jardim Botânico do Rio de Janeiro, Liszt Vieira, e da chefe do Museu do Meio Ambiente do Jardim Botânico, Lídia Vale. Estará aberto ao público a partir do dia 14 de junho, quando também será inaugurada a exposição Meu Meio.

ESTRUTURA MODERNA

Os projetos de reforma, restauração e ampliação do museu foram desenvolvidos com recursos orçamentários do Jardim Botânico, cerca de R$ 4 milhões, além do apoio de R$ 900 mil do BNDES para a obra de impermeabilização do subsolo. Foram implantados novos sistemas de climatização, que permite controle de temperatura e umidade em cada ambiente, tratamento acústico, segurança patrimonial com detector de movimento em todas as salas, segurança de incêndio com detector de fumaça, áudio e vídeo, rede digital e luminotécnica.

Com a conclusão dessa primeira etapa de reestruturação, o Museu do Meio Ambiente entra em sua segunda fase, que será a construção de dois anexos. O primeiro, que irá oferecer 1000 m2 de área expositiva e hospedar exposições de longa duração, e o segundo, que além da administração do Museu, terá um auditório de 120 lugares. Os prédios a serem edificados atenderão aos conceitos da arquitetura sustentável, sendo eles mesmos elementos de visitação.

CULTURA E CIÊNCIA

"Acredito que, para avançar na gestão ambiental do país, precisamos caminhar em parceria com a ciência e a sociedade", disse a ministra do Meio Ambiente durante a reinauguração do Museu. Para Izabella Teixeira, a partir do conhecimento gerado pela ciência e das redes que existem com a sociedade e com os museus, será possível não somente restaurar e reabrir o espaço, mas também torná-lo um canal para discussão sobre o que a sociedade faz para cuidar do meio ambiente.

A ministra apontou, ainda, que o museu é aberto a todos e deve ser usado por todos envolvidos ou não com questões ambientais. "Esse é um lugar para toda a sociedade, um local que tem o espírito daquilo que nós estamos trazendo hoje para a Conferência das Nações Unidas sobre Desenvolvimento Sustentável (Rio+20), um olhar para o futuro a partir do aprendizado do passado com respeito pela nossa história", explicou. Desta forma, é um lugar que acolhe não só a história ambiental, mas a história política do país. "Parte do Brasil passa necessariamente pelo Jardim Botânico do Rio de Janeiro", acrescentou.
Ascom - MMA
Fonte Ascom - MMA 13/06/2012 ás 21h

Compartilhe

Jardim Botânico reinaugura Museu do Meio Ambiente