Itália alerta para ameaça terrorista de grupos do norte da África

Fonte Ansa Flash. 12/01/2010 às 11h

O chanceler italiano, Franco Frattini, afirmou hoje que a Europa deve temer mais a ameaça terrorista proveniente do norte da África que as ações de grupos armados do Afeganistão.

Segundo ele, a atuação de células da rede Al-Qaeda na região do Magreb representa "um perigo para a Itália", pois são "organizações terroristas muito mais próximas à Europa do que aquelas afegãs".

Em entrevista concedida ao jornal católico Avvenire, o ministro das Relações Exteriores, que realiza um giro por sete países da África, revelou que a presença na Itália de grupos com "raízes no terrorismo argelino" se intensificou "nos últimos três anos".

O chefe da diplomacia italiana se referiu à região do Magreb como "a nova linha do terror". Segundo ele, é de lá que "chega o perigo, é este o perigo número um para a Europa e para a Itália".

"A Jihad do norte da África é e será o monstro a ser combatido", enfatizou. Para Frattini, grupos armados da região teriam "absoluta facilidade de se infiltrar nas rotas da imigração clandestina".

Durante a entrevista, que foi publicada hoje, o chanceler também se disse contrário à ideia de reduzir de dez para cinco anos o período necessário para a obtenção da cidadania italiana.

"Aqueles que planejaram atentados na Itália viviam no nosso país há muito tempo. Tinham um trabalho regular, eram pessoas acima de suspeitas, todas as manhãs estavam no escritório. E mesmo assim armavam complôs contra o país que os tinha acolhido", opinou o diplomata.

Durante sua viagem pela África, que teve início ontem, Frattini passará por Mauritânia, Mali, Etiópia, Quênia, Uganda, Egito e Tunísia.


Ansa Flash.
Fonte Ansa Flash. 12/01/2010 ás 11h

Compartilhe

Itália alerta para ameaça terrorista de grupos do norte da África