Israel estuda ampliar colônia na Cisjordânia

Fonte ANSA 31/08/2014 às 19h
De acordo com plano, 400 hectares seriam ocupados em Belém

31 Agosto, 13:47•TEL AVIV•ZSG

(ANSA) - Israel planeja estabelecer um novo assentamento na Cisjordânia, território palestino, após o assassinato de três jovens judeus em junho.

Informação foi divulgada por rádio militar, segundo a qual, autoridades militares se preparam para tomar 400 hectares de terra na região de Belem. Ainda de acordo com veículo, a decisão foi tomada pelo ministro da Defesa, Moshe Yaalon.

Palestinos tem 45 dias para apresentar recurso contra ocupação.

A ONG israelense Peace Now criticou a iniciativa, afirmando que o que hoje é uma instituição educacional israelense na Cisjordânia, Ghevaot, "vai se tornar uma cidade com milhares de pessoas.

"Naftali Fraenkel (16), Gil-ad Shaar (16) e Eyal Yifrach (19), que viviam em uma colônia na Cisjordânia, desapareceram em 12 de junho. Seus corpos foram encontrados em uma fossa rasa perto de Hebron 18 dias depois. Desde o início do caso, o governo de Israel acusava o Hamas pelo crime.

Drone

Um drone vindo de território sírio foi interceptado por Israel na travessia de Quneitra, nas Colinas de Golã, informou a imprensa local. Um porta-voz militar confirmou o incidente explicando que objeto foi interceptado por um míssil israelense. (ANSA)
ANSA
Fonte ANSA 31/08/2014 ás 19h

Compartilhe

Israel estuda ampliar colônia na Cisjordânia